Educação em Chaves: Os dois lados da mesma moeda

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Moradores reclamam que as obras da nova escola estão paradas. Enquanto isso, os alunos estudam em péssimas condições. 

De um lado as instalações antigas da E.M. João Barbosa de Barros, do outro a ampla construção que está paralisada.
Foto: Triângulo Notícias
A população do Distrito de Chaves, município de Rio Paranaíba está preocupada com a situação da única escola da comunidade. Os alunos do Ensino Fundamental I estão tendo aulas em uma edificação desgastada pelo tempo e que oferece vários riscos à saúde e a integridade física. 
Na área externa, uma densa vegetação atraí animais peçonhentos como cobras que podem picar as crianças. A tela que funciona como muro está danificada e pode levar à ferimentos, caso um aluno tente atravessar. 
Além disso, pedaços de madeiras e pregos estão espalhados pela área, onde os estudantes brincam no intervalo do recreio. A Secretária de Educação e de Obras foi notificada pela nossa reportagem e se manifestou por meio de nota.

Providenciaremos ainda nesta semana o reparo da tela, e sobre os entulhos e mato, uma equipe será deslocada para o para proceder à limpeza e jardinagem do local.

E.M. João Barbosa de Barros

Construção da nova escola está paralisada
Uma nova escola estava sendo construída, mas as obras foram paralisadas, devido à falta de verbas. Segundo a prefeitura, os repasses são feitos pelo Governo Federal, por meio do FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Além da interrupção dos repasses, um problema com a construtora, provou o atraso. 
O endereço da nova escola é questionado pela comunidade, uma vez que ela fica a poucos metros da BR-354, onde diariamente passa um grande fluxo de veículos. Eles temem, que crianças acabem se dirigindo para a rodovia e acidentes sejam registrados. 
Na semana passada, o poder executivo recebeu a informação de que os problemas estão sendo sanados e as verbas devem serem liberadas em breve. A expectativa é que as obras sejam retomadas ainda no primeiro semestre. 
Enquanto isso, a edificação está sendo danificada pela ação do tempo e por pessoas mal-intencionadas. A equipe do Triângulo Notícias, flagrou moradores utilizando o ambiente para fumar e consumir drogas. Além disso, preservativos foram encontrados, evidenciando que pessoas vão até o local, manter relações sexuais. 
A Polícia Militar de Arapuá que faz patrulhamento no distrito foi procurada por nossa reportagem, porém até o momento não obtivemos resposta.

Construção Paralisada | Escola de Chaves
Lélis Félix Souza
Triângulo Notícias
07/04/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS