Dólar cai e Bolsa de Valores bate recorde após Fitch rebaixar nota do Brasil

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

No dia em que a agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou a nota de crédito da dívida soberana do Brasil, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores voltou a bater recorde. O índice Ibovespa encerrou esta sexta-feira (23) com alta de 0,7%, aos 87.293 pontos. Essa foi a sétima sessão seguida de alta do indicador.

O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 3,242, com recuo de R$ 0,007 (-0,21%). Mesmo com a queda, a divisa fechou a semana com alta de 0,63%.

Hoje, a Fitch rebaixou a nota do Brasil para três níveis abaixo do grau de investimento, garantia de que o país não corre risco de dar calote na dívida pública. Entre outras razões, a agência citou o adiamento da votação da reforma da Previdência como fator que impede a confiança na trajetória da dívida pública.

Por meio de nota, o Ministério da Fazenda informou que o país continua comprometido em avançar com a agenda de reformas para aumentar a produtividade e citou medidas como o teto de gastos, a reforma trabalhista, o programa de recuperação fiscal dos estados e a nova Taxa de Longo Prazo, que corrigirá os novos financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.