Dois torcedores são presos horas antes de clássico Corinthians x Palmeiras

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Dois torcedores do Corinthians foram presos na manhã de hoje (5) em Barueri, na Grande São Paulo, horas antes do início do clássico entre o Corinthians e o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians.

Segundo o tenente Gustavo Morales, do 20º Batalhão da Polícia Militar em Barueri, eles estavam em um carro suspeito de ter sido utilizado em diversos assaltos na região. O veículo escoltava um ônibus com sócios da Gaviões da Fiel, a principal torcida organizada do Corinthians. Eles seguiam em direção ao estádio.

- Continua depois da publicidade -

Morales contou que a ocorrência se deu por volta das 8h40, quando a Polícia Militar abordou um grupo de torcedores que esperavam um ônibus para ir para a sede da torcida e, depois, ao jogo. Naquele momento, passou um ônibus da Gaviões com torcedores sendo escoltado pelo veículo.

“Devido à suspeita [de ser um carro utilizado em roubos], abordamos o veículo. Foi dada ordem de abordagem, mas o veículo fugiu e iniciou-se uma perseguição. Após alguns quilômetros, ele foi cercado por outras viaturas. No interior do carro, havia duas pessoas. O passageiro estava com um revólver calibre 32 e um celular roubado. O motorista estava com quantia de drogas diversas entre maconha, cocaína e crack e R$ 2 mil. Além disso, havia barras de ferro e madeira para serem utilizadas em briga e ingressos para o jogo”, contou o tenente à Agência Brasil.

Segundo o tenente, os torcedores, uniformizados, contaram que as barras de ferro e de madeira e a arma seriam utilizadas somente se houvesse briga. “Disseram que iriam utilizar para se defender”, afirmou o tenente. O  clássico entre Corinthians e Palmeiras ocorre neste momento, na Arena Corinthians.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -