Dois jovens são presos suspeitos de participação com o tráfico de drogas no Bairro Caramuru em Patos de Minas

A mãe de um deles pediu aos policiais que revistassem o quarto. Uma grande quantidade de droga foi apreendida.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação (Polícia Militar/MG)

No final da tarde da última segunda-feira (26), na Rua Caiapós, bairro Caramuru, a Polícia Militar, recebeu via denúncia no 181, a respeito da prática do crime de tráfico de drogas.

Foi iniciado monitoramento diuturno pelas equipes, de modo que foi procedida a abordagem na residência, onde os militares foram recebidos pela moradora, que ao ser questionada sobre o denunciado, informou que este já residiu naquela casa, porém, havia se mudado para outra rua.

Durante diálogo, foi repassado à moradora o teor da denúncia referente ao tráfico de drogas para com aquele local, momento em ela se assustou e demonstrou-se bastante nervosa. Questionada acerca de tais atitudes, ela relatou que desconfiava do envolvimento de seu filho, 20 anos, o qual está respondendo processos por associação e tráfico de drogas, e temendo por ações de represálias com ele, solicitou aos militares que averiguassem os pertences.

Durante as buscas no quarto do suspeito, foi encontrada uma barra de substância semelhante à maconha, uma balança de precisão, um invólucro de substância semelhante a crack em pó e um rolo de plástico insulfilm, tradicionalmente utilizado para “dolagem” de drogas.

Questionado sobre os materiais localizados, ele não se pronunciou, porém, sua mãe relatou que um indivíduo  está frequentando sua casa e utilizando o quarto de seu filho como esconderijo e que esta droga provavelmente seria dele, que é amigo de seu filho.

De posse de tais informações, as equipes policiais deslocaram até a residência deste homem e montaram um cerco, de modo que, foi visto, quando ele jogou algum objeto desconhecido no vaso sanitário e puxou a descarga, posteriormente, correu para o fundo da casa, subiu no muro e dispensou alguns invólucros brancos.

Ao perceber que não teria como fugir, o suspeito, também de 20 anos, abriu a residência para os militares e foi informado acerca das denúncias em seu desfavor.

Após consulta via sistema informatizado, foi constatado a existência de um mandado de prisão em seu desfavor. Na casa dos fundos, foram localizados três invólucros arremessados por ele, os quais continham uma substância semelhante ao crack em pó. Foram localizados ainda um rádio comunicador/transmissor, sintonizado na frequência da PM e a quantia de R$585,00.

Os aparelhos de telefone celular dos suspeitos foram apreendidos para posterior perícia. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão e os jovens  conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o materiais apreendidos.

Fonte: Polícia Militar de MG

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS