Dois homens são presos e uma pistola 9mm é apreendida pela Polícia Civil em Patos de Minas

As investigações se iniciaram após apreensão de um adolescente de 16 anos. A PC acredita que a arma pode ter sido usada em outros crimes na cidade.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Da esquerda para a direita: Júlio César e Regis Júnio.
Foto: Divulgação (PCMG)

A Polícia Civil em Patos de Minas retirou de circulação na noite de ontem, quarta-feira (26), dois homens e mais uma arma de fogo de grosso calibre. As investigações se iniciaram com a apreensão em flagrante do adolescente G.M.C, 16 anos, com quem foram encontradas porções de cocaína e crack, balança de precisão, dinheiro e munições calibre 9mm. O que chamou a atenção dos investigadores foi a não localização da arma de fogo correspondente às munições, restando apurado durante os levantamentos investigativos que o irmão do adolescente, Guilherme Alves Marques, 23 anos, esteve na delegacia de polícia obtendo informações privilegiadas do esconderijo do armamento, tendo se deslocado até a casa do adolescente e o retirado do imóvel, repassando-o para Júlio César da Silva, 36 anos, morador do bairro Residencial Monjolo, em poder de quem foi encontrada uma porção de maconha.

Em seguida, diante das informações fornecidas por Júlio César, os investigadores chegaram até a pessoa de Régis Júnio de Oliveira Barbosa v. “Reginho”, 18 anos, morador da Avenida das Paineiras, bairro Jardim Aquarius, local onde foi localizada a arma de fogo Pistola Bull Cherokee calibre 9mm, de fabricação israelense, carregada com 15 (quinze) munições intactas. Os envolvidos Júlio César e Régis, foram presos em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e conduzidos para a delegacia de polícia, onde aguardam ser encaminhados ao Presídio Sebastião Satiro.

- Continua depois da publicidade -
Foto: Divulgação (PCMG)

Registra-se que o adolescente G.M.C., proprietário do armamento, foi apresentado ao Promotor de Justiça da Vara da Infância e Juventude para análise do pedido de internação provisória formulado pelo Delegado de Polícia Dr. Ewerton Evangelista e aguarda pronunciamento judicial para ser recambiado ao CEIP. As investigações continuam no intuito de desvendar a procedência da arma de fogo já que possivelmente integrava o arsenal de “Bruno Said” apreendido na cidade de Uberaba/MG no bojo da “Operação Sintonia”.

Também não está descartada a utilização da arma de fogo em diversos outros crimes contra a vida ocorridos na cidade, inclusive aquele registrado no mês de Fevereiro deste ano, onde uma criança foi alvejada no interior de uma van escolar.

ASCOM – PCMG

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -