Divisão de cessão onerosa para estados deve ser de 20%, diz Ibaneis

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, disse hoje (22) que a partilha da cessão onerosa com estados e municípios deve ser de 20% da receita da outorga. O advogado esteve no Centro Cultural do Banco do Brasil para conversa com a equipe de transição do próximo governo e também deve ir Congresso se reunir com lideranças para tratar do assunto.

O projeto da cessão onerosa, que autoriza a Petrobras a vender para a iniciativa privada sua parte na exploração do pré-sal, está na pauta do Senado. Uma parte da receita da outorga será rateada entre estados e municípios. Segundo Ibaneis, alguns governadores estão tentando avançar um pouco, mas 20% já alivia bastante os estados.

A cessão onerosa pode trazer mais de R$ 100 bilhões em receita para os cofres públicos.

Para não atrasar a aprovação do projeto, de acordo com o governador eleito, há a possibilidade de a porcentagem a ser rateada ser definida posteriormente, por Medida Provisória. “[O projeto] tem que ser construído para termos agilidade, para ser aprovado até a próxima semana, e ser efetivado ainda nesse governo. Porque há estados que não vão dar conta de fechar as contas se não tiverem esse acréscimo”, disse.

Ontem (21), governadores eleitos e reeleitos se reuniram com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), para debater as propostas em tramitação no Congresso, entre elas, a cessão onerosa.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.