Dilma vota em Belo Horizonte e diz acreditar em uma virada de Haddad

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Após votar, em Belo Horizonte, a ex-presidente Dilma Rousseff disse hoje (28) que confia em uma virada do candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) sobre o adversário Jair Bolsonaro (PSL). Segundo ela, entretanto, se não ocorrer a mudança, ela está preparada para a resistência.

“Acredito que toda a tendência é de uma virada”, afirmou Dilma Rousseff.

Caso esse cenário não se confirme nas urnas, Dilma defendeu a resistência. “Acredito que haverá uma grande resistência. Temos que esperar a resistência da democracia brasileira, das instituições políticas e dos movimentos sociais. Porque ele disse que os opositores têm que ir à prisão ou ao exílio e que os movimentos sociais seriam criminalizados como terroristas”

Comparando com um peixe – que quando come excessivamente, morre -, a ex-presidente disse que o candidato do PSL “vai morrer pela boca”, pois seus aliados e filhos não respeitam o Estado de Direito.

De acordo com ela, o exemplo foi a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) que sugeriu que, para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF), bastam “um soldado e um cabo”.

“Quando um dos seus filhos diz isso, mostra o grau de autoritarismo e de falta de respeito ao Estado Democrático de Direito. É uma bravata, mas que deixa evidente um grau quase de fascismo”, afirmou a ex-presidente.

 

 

*Com informações da Agência EFE

 

 

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.