Delegado fala sobre indiciamento de pai que teria agredido filha de oito meses

O homem teria dado um soco (coque) na cabeça da menina, que sofreu ferimentos graves.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Civil encerrou na tarde desta segunda-feira (26/04) o inquérito de um crime que aconteceu em 2018 onde um pai teria dado um soco na filha de apenas oito meses durante o banho. O homem deve responder por lesão corporal de natureza grave com perda ou inutilização de membro, sentido ou função.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Luís Mauro Sampaio, o pai da criança teria chegado na residência no momento que a mãe estaria lavando roupas. Ela então pediu para o companheiro dar banho na menina de oito meses.

O pai teria dado banho na menina e levado ela até o quarto, porém a bebê não parava de chorar. Segundo a versão final do inquérito policial, o pai teria dado um soco (coque) no alto da cabeça da criança. A criança então desfaleceu e foi levada imediatamente para atendimento hospitalar.

Ainda de acordo com o delegado, foi constatado que havia um traumatismo craniano na criança, com derramamento de sangue no cérebro da criança. Ainda segundo o inquérito, a criança sofreu danos neurológicos e físicos, inclusive ocasionando problemas de visão.

O pai teria contado diversas versões durante todo o inquérito. Segundo Luís Mauro, o caso ocorreu em 2018, porém a Polícia Civil colheu diversos depoimentos e provas para evitar que fosse imputado crime diverso ao que foi cometido.

O delegado explicou ainda que o pai foi indiciado pelo artigo 129 § 2º III, ou seja, vai responder por lesão corporal de natureza grave com perda ou inutilização de membro, sentido ou função. A pena pelo crime é de dois a oito anos de prisão.

Luís Mauro disse ainda que foram finalizados todos os procedimentos. A Polícia Civil está em busca da mãe para que seja feito exames complementares na criança, determinando as sequelas que a mesma teria sofrido. O caso foi encaminhado para o Ministério Público de Minas Gerais para que o pai seja denunciado na justiça.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.