Delegado e investigadores da Polícia Civil de Patrocínio são presos pelo GAECO

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução (Difusora)

Reportagem: Renato Oliveira
Fonte: Difusora 95

A operação Fênix desencadeada pelo Ministério Público de Minas Gerais, que já teve diversos desdobramentos, entrou em sua 7ª fase. Nesta terça-feira, agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), de Uberlândia, estiveram em Patrocínio e com o apoio da Polícia Militar foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e presos um delegado e dois investigadores da Polícia Civil.

- Continua depois da publicidade -

Os conduzidos são: delegado Caio César Baleirini (titular da delegacia de furtos e roubos); e os investigadores: Abel e Antônio. Os três serão levados para a Casa de Custódia da Polícia Civil em Belo Horizonte, onde ficarão à disposição do poder judiciário.

Eles são suspeitos de usarem de suas funções públicas para fazerem acordos com presos no intuito de invalidar delações premiadas feitas junto ao Ministério Público Estadual em fases anteriores da operação que foi iniciada em dezembro de 2017.

A operação Fênix tem como foco das investigações denúncias crimes envolvendo policiais, empresários, advogados, traficantes e ladrões de cargas.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -