Criança autista é encontrada sozinha durante a madrugada em Patos de Minas

Uma moradora do bairro Vila Rosa encontrou o menino de seis anos e acionou a Polícia Militar.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um caso de abandono de incapaz foi registrado pela Polícia Militar na madrugada desta quinta-feira (29/10) em Patos de Minas. Segundo a ocorrência, uma moradora do bairro Vila Rosa acionou o 190 e relatou que uma criança de seis anos de idade chegou em sua residência por volta da meia noite e meia.

O menino não soube informar onde morava, apenas disse que seu pai estava dormindo. Os militares, após rastreamentos, conseguiram localizar o endereço do responsável, no bairro Jardim Paulistano.

Ainda segundo a ocorrência, os PMs chamaram na residência várias vezes e não foram atendidos. Como a porta estava destrancada entraram no interior do imóvel e encontraram o pai do menino, um homem de 43 anos – natural de Carmo do Paranaíba. Ele estava dormindo e os policiais tiveram dificuldade para acordá-lo. Foi constatado sinais visíveis de embriaguez.

Questionado, o homem relatou que o filho é portador de autismo e estava dentro da residência acompanhado da mãe. Ainda informou que a mulher, ex-companheira, faz tratamento psiquiátrico, contudo recentemente estaria “mais controlada”.

O pai da criança também disse que a ex-mulher tem o costume de dormir na residência e tomar conta do filho. Ele ressaltou que devido ao fato dela estar presente resolveu fazer uso de bebida alcoólica. Os PMs não conseguiram encontrar a mãe do menino.

Ainda segundo a Polícia Militar, no interior do imóvel foram encontradas várias latas de cerveja, além de vasilhas sujas e comida em estado de putrefação.

Diante dos fatos, o homem de 43 anos foi preso por suspeita de abono de incapaz. A criança foi conduzida pelo conselho tutelar para um abrigo. O caso poderá ser investigado pela Polícia Civil de Patos de Minas.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS