CPI sugere ação de improbidade administrativa contra ex-secretários de Zema

O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito, que apura o fura-fila na Secretaria de Estado de Saúde, foi entregue nesta quinta-feira (8).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Carlos Eduardo Amaral, em visita à Patos de Minas, na época que chefiava a Secretaria de Estado de Saúde
Foto: Lélis Félix (Patos Notícias) – ARQUIVO

O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia Legislativa, que apura o fura-fila na vacinação contra a COVID-19, recomentou a abertura de denúncia contra ex-membros do governo de Romeu Zema (NOVO).

Segundo informações do G1, o relatório foi entregue pelo relator, o deputado estadual Cássio Soares (PSD), e será votado no final da tarde desta quinta-feira (8).

O relatório recomendou que o Ministério Público de Minas Gerais abra denúncia para apurar a conduta de Carlos Eduardo Amaral (ex-secretário de estado de saúde), de Marcelo Cabral (ex-secretário adjunto de estado de saúde), de João Pinho (ex-chefe de gabinete da secretaria) e de Janaína Passos (subsecretária de Vigilância de Saúde). São apontados os supostos crimes de peculato (subtração ou desvio de recurso/bem público) e de improbidade administrativa.

Foram apurados indícios de irregularidades no processo de vacinação contra a Covid-19. Tais irregularidades foram consubstanciadas nas ilegalidades da normatização elaborada pelo Estado, nas irregularidades de gestão e na execução das ações realizadas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas.

Trecho do relatório

O que dizem os citados

O Portal G1 procurou Carlos Eduardo Amaral e Marcelo Cabral. Eles afirmaram que ainda não tiveram acesso ao relatório e emitiram nota:

Cabe reafirmar que todas as ações foram feitas conforme a legislação e em estrita observância ao Programa Nacional de Imunizações. Cessando a etapa política, e, caso siga, no âmbito judicial a defesa da legalidade dos atos será ratificada.

O Governo de Minas Gerais ainda não se posicionou. A reportagem ainda tenta contato com os demais citados.


Clique aqui e acesse a reportagem completa do G1

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.