Covid-19 volta a explodir e Patos de Minas repete recorde de infectados

42 pessoas estão internadas, sendo 15 em estado grave. São sete mortes confirmadas, e oito suspeitas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Depois de dois dias de queda no número de novos infectados pela covid-19, Patos de Minas voltou a registrar recorde de novos casos confirmados nesta quarta-feira (15/07). Nas últimas 24 horas foram 94 novos infectados e 22 novos curados.

  • Internados em Leitos Clínicos: 27
  • Internados em Leitos de UTI: 15
  • Recuperando em Casa: 353
  • Mortes Confirmadas: 07
  • Mortes Suspeitas: 08
  • Curados: 430
  • Total: 840

- Continua depois da publicidade -

No dia 6 de julho, Patos de Minas registrou o mesmo recorde de infectados, 94 em 24 horas. Clique aqui e re-veja a reportagem.

Prevenção e Sintomas da COVID-19

Ainda não há vacina e nem tratamento específico contra a covid-19. As medidas preventivas são:

  • Evitar aglomerações;
  • Evitar contato físico (apertos de mãos, abraços e beijos);
  • Usar máscara cobrindo o nariz e a boca;
  • Lavar as mãos com água e sabão;
  • O álcool gel (70%) pode ser usado em situações quando não é possível lavar as mãos.

Os sintomas são os seguintes:

Sintomas mais comuns:
  • febre;
  • tosse seca;
  • cansaço.
Sintomas menos comuns:
  • dores e desconfortos;
  • dor de garganta;
  • diarreia;
  • conjuntivite;
  • dor de cabeça;
  • perda de paladar ou olfato;
  • erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés.
Sintomas graves:
  • dificuldade de respirar ou falta de ar;
  • dor ou pressão no peito;
  • perda de fala ou movimento.

Se você sentir esses sintomas, deve se isolar, ou seja, evitar contato com familiares, e usar rigorosamente a máscara. Você também deve notificar as autoridades de saúde do município.

 

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -