Covid-19: pesquisadores estudam a detecção da doença por meio da variação da voz

Pesquisa coletou vozes de pacientes com Covid-19
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma ferramenta pretende detectar Covid-19 e outras doenças por meio da variação da voz. O estudo está sendo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), integrantes do projeto Sistema de Detecção Precoce de Insuficiência Respiratória por meio de Análise de Áudio (SPIRA), que utilizam a inteligência artificial para comparar as vozes de pacientes com o novo coronavírus com as vozes de indivíduos saudáveis.

- Continua depois da publicidade -

Foram coletadas doações voluntárias de vozes de aproximadamente 200 pacientes de dois hospitais parceiros do projeto, o Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e o Hospital Universitário (HU) da USP. Como as vozes dos pacientes com Covid-19 muitas vezes estavam sobrepostas a de profissionais de saúde, a equipe ainda precisou realizar a separação das vozes através de uma ferramenta desenvolvida por meio de Inteligência Artificial baseada em redes neurais artificiais.

As pesquisas ainda não foram finalizadas e, de acordo com os pesquisadores, podem não ter os resultados esperados, visto que as pesquisas podem não conseguir identificar sinais de insuficiência respiratória com uma precisão aceitável. Ainda assim, os estudos poderão ser utilizados para outras finalidades que possam contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

Participam no projeto SPIRA pesquisadores da Faculdade de Medicina (FM) da USP, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), e da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humana (FFLCH) da USP.

 

*Com informações do jornal da USP

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -