Corpo é encontrado em estado avançado de decomposição por trabalhador que roçava área verde em Uberlândia

O corpo apresentava sinais de violência e os documentos de identificação foram encontrados no bolso da bermuda. Polícia trata caso como homicídio.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Ilustrativa

A Polícia Civil de Uberlândia terá mais um homicídio para apurar. No final da tarde da última quarta-feira (07/03), um trabalhador que roçava o pasto de uma área verde nas proximidades do Anel Viário encontrou um corpo em estado avançado de decomposição.

O cidadão acionou imediatamente a Polícia Militar que compareceu ao local, juntamente com a perícia técnica. O corpo pertencia a uma vítima do sexo masculino que trajava bermuda e camiseta da cor preta. Ela teria sido agredida, haja vista que foram encontradas três perfurações na região do crânio.

No bolso da bermuda foi encontrado os documentos de identificação. A polícia apurará se a referida documentação pertence a vítima, visto que a decomposição dos restos mortais impossibilitou o confronto com a fisionomia.

O corpo foi removido e encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal).

 

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.