Corpo de Flávio 'Doceiro' é exumado pela Polícia Civil

Existe a suspeita de que Fábio tenha sido vítima de homicídio ou latrocínio.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

O corpo de Flávio Luís dos Santos, de 48 anos, conhecido como Flávio Doceiro, foi exumado na manhã desta terça-feira (21). Ele estava sepultado no Cemitério Municipal de Santa Cruz. A exumação acontece após a Polícia Civil suspeitar de homicídio ou latrocínio, roubo seguido de morte.

Um médico legista, um auxiliar e duas estagiárias participaram do processo. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde serão feitos exames para verificar a causa da morte.

O delegado de crimes contra a vida, Luís Mauro Sampaio, concedeu entrevista ao Patos Notícias. Ele ressaltou que por conta de relato de familiares que a vítima teria alguns problemas de saúde e bebidas, além do estado avançado de decomposição que estava o corpo da vítima, deu a entender no primeiro momento que seria uma morte natural. A casa não estava desmantelada e não havia suspeita de violência no corpo, devido a situação que estava.

Mesmo após a liberação do corpo, os policiais civis buscaram informações junto aos familiares que contou fatos para dar inícios as investigação. O corpo então foi exumado para que o exame de necropsia possa indicar se houve indícios de violência.

Luís Mauro disse ainda que as testemunhas serão ouvidas pela Polícia Civil. Ainda não é possível determinar se Flávio Doceiro foi vítima de homicídio ou latrocínio.

ENTENDA O CASO

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia de Crimes Contra a Vida, comandada pelo delegado Luís Mauro Sampaio, abriu inquérito para investigar a morte de uma homem de 48 anos. Ele foi encontrado morto dentro de casa, situada na Rua Dona Queta, no Bairro Nossa Senhora das Graças.

O delegado informou que vai apurar uma ocorrência de encontro de cadáver, registrada na última terça-feira (14/09), em Patos de Minas. O homem de 48 anos foi encontrado caído no chão da casa onde morava.

Na ocasião, a perícia da Polícia Civil compareceu ao local e não verificou sinais de violência. Porém, no decorrer das investigações, foi verificado indícios claros de que a vítima teria sido alvo de um homicídio ou latrocínio. As investigações seguem em andamento na Delegacia de Crimes contra a Vida.

 

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Comments System WIDGET PACK

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.