Copa tem rodada inicial com 2ª pior média de gols em seis mundiais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A primeira rodada da Copa da Rússia 2018, encerrada nesta terça-feira (19) com o jogo Senegal 2 x 1 Polônia, só ganha em número de gols para a mesma fase da Copa de 2010, quando se leva em conta as últimas seis disputas, que formam a era das copas com 32 seleções participantes.

Até agora, na Rússia, foram 36 gols, média de 2,25 por jogo, contra 25 marcados em 2010, média de 1,56. A primeira rodada, sempre com 16 jogos, marca a estreia de todas as seleções. O recorde de gols é da Copa de 2014, no Brasil, com 47 gols, média de 2,93 por partida.

- Continua depois da publicidade -

Uma copa do mundo com 32 seleções na fase final foi disputada pela primeira vez em 1998, na França. Em 2018, a disputa se realiza neste formato pela sexta vez.

Em cinco copas da era de 32 seleções, a maioria dos gols ocorreu no segundo tempo dos jogos. A exceção é da Copa de 2010, com 16 gols no primeiro tempo e 9 no segundo.

Já 2018 bateu o recorde de gols na cobrança das penalidades máximas. Foram 7 contra 6 de 2014.

Em gols contra as próprias redes, a atual copa se igualou à primeira, em 1998. Foram 4 gols marcados contra.

O maior público foi o da primeira rodada da Copa de 2006, na Alemanha, com 829.439 pessoas.

O total de público na primeira rodada de 2018 foi de 742.750 pessoas, sendo maior apenas que o público das copas de 1998, na França, e 2002 na Coréia do Sul e Japão.

Veja os números de 1998 a 2018 na rodada de abertura das Copas:

Comparativo da primeira rodada das copas jogadas com 32 seleções.

Comparativo da primeira rodada das copas jogadas com 32 seleções. – Agência Brasil

FONTE: Agência Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -