Conselho Estadual do Cooperativismo retoma atividades após seis anos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Conselho Estadual do Cooperativismo (Cecoop) retomou as atividades no estado após um intervalo de seis anos sem atuação. A posse dos membros foi realizada nessa quinta-feira (21/2), durante a primeira reunião ordinária do ano, na sede da Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), em Belo Horizonte. Subordinado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), o conselho tem como principal objetivo formular as políticas públicas a serem adotadas pelo governo para o desenvolvimento das cooperativas em Minas Gerais.

De acordo com a Lei 15.075/2004, que dispõe sobre a Política Estadual de Apoio ao Cooperativismo, o conselho tem por competência coordenar as políticas de apoio ao cooperativismo; acompanhar a elaboração da proposta orçamentária do Estado para o setor; e celebrar convênio com entidade pública ou privada para a execução de projetos de apoio ao desenvolvimento do sistema cooperativista, dentre outras funções.

- Continua depois da publicidade -

Economia

Presidente do Conselho Estadual do Cooperativismo, Douglas Augusto de Oliveira Cabido, afirma que as diretrizes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico estão em consonância com a política estadual de apoio ao cooperativismo, o que vai facilitar a atuação do Conselho. “Nossa meta, diante dos eixos estratégicos do atual governo, bastante focado na atração de investimentos, é mostrar a importância das cooperativas para o desenvolvimento econômico de Minas”, afirma Cabido, revelando que as cooperativas giram em torno de R$ 55 bilhões anualmente no estado.

Além do presidente, cerca de 20 pessoas compõem o Cecoop. Entre os membros há representantes de secretarias de Estado, de órgãos públicos e de diversos ramos do cooperativismo.

Douglas explicou ainda que, a partir do retorno do Conselho, o grupo vai deliberar diretrizes para o cooperativismo, além de evidenciar as grandes cooperativas, organizações importantes para a economia do estado. O presidente destacou também o Minas Livre para Crescer, programa da Sede de segmento transversal e alinhado para facilitar ainda mais o ambiente econômico de negócios para o setor cooperativista. Uma das metas é a revisão de regulamentações.

Let’s block ads! (Why?)

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -