Confrontos entre policiais e traficantes causam quatro mortes no Rio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Duas ações da Polícia Militar nas zonas norte e oeste do Rio de Janeiro neste sábado (3) deixaram um saldo de quatro mortos. No Complexo do Chapadão, na zona norte da cidade, foram mortos Willians Paulo de Almeida, de 24 anos, Pablo Ferreira de Oliveira, de 19, e Vademir da Conceição, de 20.

Segundo a polícia, houve troca de tiros e as vítimas, consideradas suspeitas pela corporação, foram levadas para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, também na zona norte, mas morreram no caminho.

Outro homem foi morto em confronto com a polícia na Cidade de Deus, palco de seguidos tiroteios ao longo da semana e que resultaram em várias interdições na Linha Amarela, que liga a Barra da Tijuca, na zona oeste, à zona norte da cidade.

Nas últimas 24 horas, foram registrados tiroteios na Praça Seca, na zona oeste, e na favela da Rocinha, em São Conrado, na zona sul, onde também tem havido confrontos com a polícia nos últimos dias.

Na Praça Seca, uma troca de tiros entre milicianos e traficantes pelo controle dos pontos de vendas de droga resultou na morte de um homem na noite de hoje e outro homem ficou ferido. Na manhã de hoje (3) uma mulher também foi baleada.

Na manhã de hoje o fotógrafo Emanuel Resende, de 19 anos, foi baleado na cabeça na Avenida Brasil, uma das principais vias expressas do Rio, na altura de Bangu. Ele está internado no Hospital Pedro II, em Santa Cruz, na zona oeste.

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.