Conflitos deixam três palestinos mortos e cerca de 400 feridos em Israel

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Os conflitos deixaram um saldo de três mortos e cerca de 400 feridos

Os conflitos deixaram um saldo de três mortos e cerca de 400 feridosFoto: Agência Télam

A decisão do governo israelense de manter detectores de metais nas entradas de acesso à Esplanada das Mesquitas, apesar das recomendações de suas próprias forças de segurança, resultou hoje em enfrentamentos em diferentes pontos de Jerusalém Oriental e da Cisjordânia ocupada, incluindo as  localidades de Qalandia, Hebrón, Belém e Tulkarem.

- Continua depois da publicidade -

Três palestinos morreram e 400 ficaram feridos em choques com a polícia israelense nos protestos contra as medidas de controle israelense no entorno da Mesquita de Al-Aqsa.

A Esplanada das Mesquitas ou Monte do Templo, na cidade velha de Jerusalém, é um lugar considerado sagrado tanto para judeus, como para os muçulmanos e cristãos. As restrições de acesso ao local aconteceram depois que três árabes-israelenses assassinaram dois policiais israelenses e foram abatidos pelas forças de segurança de Israel no último dia 14 de julho.

Nesta sexta-feira o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, solicitou ao conselheiro para o Oriente Médio dos Estados Unidos, Jared Kushner, que peça a Israel para retirar os detectores de metal instalados nas imediações da Esplanada das Mesquitas, informou o portal de notícias israelense “Ynet”.

Em conversa telefônica com Kushner (que é genro do presidente americano, Donald Trump), Abbas
explicou a gravidade da crise e solicitou o compromisso dos EUA para fazer com que Israel se retire da zona, caso contrário, advertiu, a situação poderia ficar fora de controle.

Os palestinos consideram que o reforço das medidas de segurança representa uma tentativa dos israelenses de se apropriar do local, situado na parte oriental de Jerusalém (ocupada por Israel na Guerra dos Seis Dias de 1967) e considerado o terceiro mais sagrado do islã e o mais sagrado para o judaísmo.

* Com informações das agências Télam e EFE

Fonte: Agência Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -