Como economizar na decoração?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Rudy and Peter Skitterians por Pixabay

A decoração da casa além de deixar o ambiente mais aconchegante, entrega beleza. É muito bom poder acordar e olhar um ambiente agradável ao seu redor. No entanto, quando se pensa em decorar, rapidamente a palavra “gasto” pode surgir em nossas mentes. Pensando nisso, trouxemos quatro truques que podem ser usados para economizar no momento de dar um pouco mais de vida ao seu lar.

Antes de apresentar algumas dicas para você economizar na hora de decorar o seu lar, deixamos aqui uma dica de conteúdo extra. Com o intuito de te inspirar, o portal Decor Fácil publicou uma matéria recheada de fotos com 60 ideias que podem contribuir para uma decoração satisfatória, além de barata.

- Continua depois da publicidade -

Ao ir às compras é necessário traçar o objetivo a ser alcançado. Saber se estamos pensando em uma decoração minimalista, rococó, rústica, retrô, clássica, e assim por diante. Assim evitamos adquirir acessórios que depois não servirão, ou se usados ficarão deslocados, não harmonizando com o restante da decoração.

Depois de definir o que queremos fazer é hora de por a “mão na massa”!

Como economizar na decoração?

1 – Pesquisa

Por mais que pareça clichê, uma boa pesquisa de mercado pode sim te ajudar a economizar. Portanto, fazer a sua lista, pegar o telefone e ligar nas principais lojas da sua cidade ou de cidades vizinhas é um bom caminho. Pesquisar pela internet também é válido, desde que você esteja disposto a pagar o frete.

Você pode se surpreender com a diferença de valores entre uma loja e outra. Algumas oferecem o mesmo produto com o valor até 40% maior do que a outra, o que no final das contas pode ser um diferencial em termos de economia.

2 – Praticidade

Talvez você seja o tipo de pessoa que gosta de ter muitas coisas. Precisamos te contar que esse tipo de decoração pode dificultar a sua vida, venhamos e convenhamos, tem lares que você mal consegue se locomover de tantos objetos espalhados, sem contar nas crianças, que ficam sendo o tempo todo vigiadas, pois o medo de que elas quebrem algum artigo de decoração é tão grande que acabam perdendo a liberdade de serem criança.

Por mais que sejamos extravagantes, e não há nenhum mal nisso, é necessário colocar na balança duas coisas: 1) determinado artigo vai agregar valores na decoração da sua casa? e 2) esse artigo vai dificultar a sua vida ou trazer praticidade?

No mais, é preciso pensar que estamos falando sobre decoração de uma casa, o local onde as pessoas passam a maior parte do tempo e vida. Excesso de informação pode transformar seu lar em um ambiente pesado e cansativo, a velha história do “menos é mais” encaixa-se perfeito à decoração. Sua casa não é uma árvore de natal.

Diminuindo a quantidade de objetos, além de “limpar” o ambiente, também contribui na economia do seu projeto. Opte por peças chaves, cores complementares.

Cores complementares: as cores complementares são as que contrastam entre si. É quando uma cor secundária ou terciária absorve bem a primária. Geralmente, no caso de duas, as cores complementares ocupam os lados opostos na paleta de cores. Como o amarelo e o roxo, por exemplo, assim como o verde e o vermelho, preto e branco, entre outras.

3 – Divisão

Antes de começar a decorar sua casa, ela precisa estar bem distribuída. É obvio que toda a casa tem suas divisões, mas a sua está dividida da maneira que você gostaria? A distribuição dos cômodos da sua casa pode fazer toda a diferença.

Caso você queira colocar uma parede de gesso no meio da sua sala, por exemplo, é possível? Ou no caso de aplicar nichos no seu quando para decorar ou organizar, a parede pode ser furada? Ou ela dá para o encanamento do seu banheiro? São questões pequenas que necessitam de atenção, do contrário, você pode gastar mais ainda realizando os reparos, como diz o ditado da vovó, “é melhor prevenir do que remediar”.

4 – Iluminação

Um dos segredos da decoração está na iluminação da casa. Por isso é necessário projetar uma decoração que esteja de acordo com a luz solar, por exemplo (para o período do dia). Os ambientes mais abertos, com janelas voltadas para o Sol e as cores das paredes mais claras, podem ajudar.

Já para o turno da noite é necessário investir mesmo em luzes. O seu projeto de luz pode ser minimalista, com luzes aplicadas em lugares estratégicos. As lâmpadas podem ser de led ou fluorescentes, ambas embora sejam um pouco mais caras, podem reduzir os gastos com a conta de luz em até 80%. Nesse quesito é necessário medir o custo benefício.

Dicas extras

Ao longo dos séculos as pessoas vêm se comunicando também por meio da sua imagem. Nos dias atuais passa-se uma mensagem também através da sua moradia. Os estilos são muitos, mas há uma singularidade em cada lar, família, modo de viver que necessitam serem levados em consideração na hora de executar a decoração.

O minimalismo não exige que você deixe a sua personalidade de lado, de modo algum, ele apenas canaliza o seu estilo, traduzindo-o através de paredes, pisos, texturas, objetos, etc.

Se você gostar de música, por exemplo, não há necessidade de colocar vários instrumentos pendurados na parede. Um piano de cauda num canto da sala sinaliza que você aprecia música clássica, ou o jazz, ou um bongô despretensioso enfeitando um canto, acompanhado por uma rede de cor crua, por exemplo, já traduz um estilo estio, solar, praieiro. Já se a família gosta de rock, que tal uma decoração com tudo clean e uma guitarra preta se destacando na parede? Ou um vinil acompanhado por um quadro do Jimi Hendrix? Ou se a família adora brincar com geleca slime com filhos, use quadros na decoração.

Percebe como uma peça chave faz toda a diferença na decoração? Então, agora é só você definir qual é o seu estilo, qual mensagem deseja passar a receber da sua residência. De que forma imagina acordar todos os dias e o que quer oferecer à sua família. Coloque tudo na caneta, pesquise, busque a praticidade, ilumine e divida bem a sua casa de forma a deixa-la agradável para você, para o seus e para as suas futuras visitas.

Se você optar pelo uso de plantas, precisa estar ciente de que precisará de tempo e investimento para cuidar delas.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -