Como ajudar pessoas que sofrem com alcoolismo?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Atualmente, existem inúmeras drogas ilegais e ilegais, sendo sua definição diferente de país para país. No Brasil, o consumo de álcool é considerado uma prática legal, no entanto, isso não significa que a dependência não seja nociva para a saúde do organismo.

Somente em 2018, o consumo de bebidas alcoólicas foi responsável por cerca de 16,5 mil mortes em todo o país, de acordo com dados do Datasus, sistema de informática do Sistema Único de Saúde (SUS) — e 2,8 milhões de pessoas no mundo.

Os resultados demonstraram que o consumo de álcool é atribuído como uma das principais causas de morte prematura, também associado a mortes violentas e acidentes automobilísticos.

Ademais, embora legal e aceito socialmente, o alcoolismo é um tipo de dependência química reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença. Incurável, porém passível de tratamento em clínicas de reabilitação no Maranhão e em outras regiões do Brasil.

É importante ressaltar que, diferente do alcoolismo, o abuso de álcool não é considerado uma doença, mas sim um exagero na ingestão da bebida. O alcoolismo é uma doença que compromete a saúde do indivíduo, suas relações interpessoais e sua vida como um todo.

Entenda mais sobre os efeitos dessa doença e como é possível ajudar pessoas que sofrem dela. Veja mais!

Principais sintomas do alcoolismo

Ainda que o vício em álcool seja um problema com abrangência global, ele está profundamente enraizado na cultura brasileira, de modo que muitas pessoas entram em contato com ele ainda na adolescência.

Festas, sociais e outros eventos colocam os indivíduos em constante contato com o álcool — histórico familiar, facilidade de acesso e contato precoce são alguns fatores que contribuem para o surgimento da dependência.

Além disso, a glamourização da ingestão de álcool leva muitas pessoas a ignorarem seus riscos, e da importância do trabalho de clínicas de recuperação no Distrito Federal e em outros lugares.

Sendo uma substância altamente nociva, o fígado é o principal órgão afetado pelo álcool, responsável por remover cerca de 98% da substância do organismo. Os sintomas de embriaguez são muito conhecidos: entusiasmo, emotividade exagerada, perda da timidez e, em alguns casos, comportamento agressivo.

Ademais, pessoas dependentes tendem a apresentar sintomas como paranóia e alucinações, perda de memória, tremores, insônia e falta de apetite. Quando confrontadas, podem ficar agressivas, e se recusam a parar de beber mesmo estando embriagadas. Possuem necessidade de beber a qualquer momento.

Esses são alguns dos sintomas mais comuns que podem ser observados, analisando o quadro geral do indivíduo. Assim, é possível saber quando procurar ajuda.

Efeitos do álcool no organismo

O álcool é uma substância que é rapidamente absorvida pelo organismo. Logo após a ingestão, já é possível perceber os primeiros efeitos, dependendo da velocidade e quantidade ingerida.

Nesse contexto, é possível observar diversos efeitos causados pelo álcool, estando ele relacionado ao aparecimento de doenças como câncer de boca, esôfago, fígado, hepatite, cirrose, gastrite, problemas cardíacos, úlceras e danos cerebrais permanentes.

Os danos psicológicos também são notáveis, como já citado anteriormente: perda de memória, problemas no âmbito familiar e profissional, alteração no comportamento e perda da inibição. Todos os danos podem ser tratados em clínicas de reabilitação em Rondônia.

O tratamento de alcoolismo

Acompanhado de uma equipe multidisciplinar formada por médicos, psicólogos, nutricionistas e outros profissionais, o tratamento para dependência é realizado em clínicas de recuperação em Rondônia e em outras regiões. Dependendo do grau de dependência, o tratamento pode incluir desintoxicação, uso de remédios, terapia, entre outros métodos.

Casos de recaída são comuns, entretanto, cabe ao indivíduo força de vontade e determinação para largar o vício, tomando as rédeas da situação e mantendo o foco no objetivo de se manter sóbrio. Nesses momentos, o apoio familiar é fundamental.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.