Comissão que investiga Lásaro Borges faz nova audiência; acompanhe

Lásaro Borges (PSD) é acusado de estelionato eleitoral. Ele nega as acusações.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Aconteceu na tarde desta sexta-feira (5/11), no plenário da Câmara Municipal de Patos de Minas, a audiência da comissão processante que apura denúncia contra o vereador Lásaro Borges (PSD).

Logo no início da reunião o advogado Abelardo Mota, que representa o denunciado Lásaro Borges pediu a palavra e disse que identificou uma situação de ordem pública, e pediu assim a suspensão da reunião desta sexta-feira.

 “Nosso cliente ele foi intimado para as oitivas de hoje, para ouvir essas testemunhas. Nós tivemos o cuidado de ouvir a última oitiva, com o depoimento pessoal do Sr. Francisco por mais de 8 vezes, e não conseguimos identificar ele falando os nomes das testemunhas em que estão aqui hoje. Ou seja, isso faz presumir que se trouxeram para o processo as testemunhas arroladas na acusação, de modo que as testemunhas da defesa já foram ouvidas, nosso cliente o denunciado já foi ouvido. Sendo assim, o que está acontecendo é a inversão do rito na produção da prova” afirmou.

O presidente , Profº Daniel (PDT), pediu um minuto para verificar junto a parte jurídica e não percebeu nenhuma incoerência prosseguindo os depoimentos.

O primeiro a ser ouvido foi Gilberto Antônio de Sousa que foi questionado se houve a promessa e ele disse: “o vereador Lásaro, pediu para que eu acompanhasse ele, na casa do Sr. Francisco no final de julho para fechar o acordo, ajudar ele na campanha, que daria o valor de 4 mil reais pela ajuda e depois ele teria o cargo de motorista no valor de um salário mínimo. Isso foi tudo averbado de forma inicial”.

Questionado pela defesa de Lásaro Borges, sobre o porque só agora Gilberto veio relatar o crime de compra votos e não antes. Ele respondeu que não teria onde realizar a denúncia.

O segundo a ser ouvido foi José Pereira Da Cunha conhecido como “Seu Zizico”. Neste momentos os ânimos começaram a ficar bastante exaltados, durante os questionamentos do advogado Abelardo Mota. Que afirmou que “Seu Zizico” seria inimigo pessoal de Lásaro Borges. José Pereira, relatou se sentir ofendido com as declarações do advogado.

O último a prestar o depoimento foi Lucas Haislan de Araújo, que foi assessor do vereador até janeiro de 2021. Lucas afirmou ter ouvido na época em que prestava trabalho ao vereador, as conversas entre Lásaro e Sr. Francisco, onde o Lásaro teria prometido a contratação para o cargo de motorista. Isso após Chiquinho ir cobrar o cargo e Lásaro recusar.

A defesa de Lásaro Borges tem o prazo de 5 dias úteis para apresentar as razões finais, o que deve ocorrer na próxima sexta-feira (12). A votação do parecer final deve ocorrer no dia 19 de novembro.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.