Com 12 prisões, Polícia Civil desarticula organizações do tráfico em Patos de Minas

Foram oito prisões preventivas, através de mandados, quatro em flagrante e uma adolescente apreendida.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fotos: Igor Nunes (Patos Notícias)

A Polícia Civil de Minas Gerais desencadeou a Operação Babilônia nesta quarta-feira (25/05). Em Patos de Minas foram oito mandados de prisão cumpridos, quatro prisões em flagrante e uma adolescente de 17 anos apreendida. Também foi cumprido um mandado de prisão em João Pinheiro. Dois investigados estão foragidos, mas já com a prisão preventiva decretada. Ao todo foram 12 prisões.

Segundo Érico Rodovalho, delegado de tóxicos e de entorpecentes, a operação mirou em duas organizações criminosas que atuavam nos bairros Jardim Esperança e Nossa Senhora Aparecida. “Eles atuavam como se esses pontos da cidade fossem um reinado causando uma desordem social. Com a prisão dos principais lideres temos a convicção que essa desordem vai diminuir”.

As investigações duraram cerca de um ano e resultaram, ao longo dos meses, na apreensão de cerca de 8 kg de maconha, 300 gramas de cocaína e outros materiais ligados ao tráfico de drogas. “Esses grupos compravam a droga em Uberlândia e Uberaba, em parceria, e traziam para Patos de Minas para a revenda. São grupos autônomos, mas que eram parceiros”.

Ainda segundo o delegado, as organizações era constituída por:

  • Líderes: responsáveis por comprar a droga e por comandar o esquema;
  • Transportadores: responsáveis por trazer a droga até Patos de Minas;
  • Armazenadores: responsáveis por ocultar e armazenar a droga;
  • Vendedores: responsáveis por vender ao consumidor final.

Segundo as investigações, os grupos também vendiam entorpecentes nos bairros Jardim Quebec e Ipanema, onde também foram cumpridos mandados de busca e apreensão. “Nós temos elementos que indicam vendas para Presidente Olegário, São Gotardo e Matutina, ou seja, nossa região estava sendo abastecida por esses dois grupos” afirmou Érico Rodovalho.

Um dos líderes e um outro integrante da organização estão foragidos e a Polícia Civil segue empenhada para realizar a captura. No total foram 10 mandados de prisão, sendo oito já cumpridos, e 21 mandados de busca e apreensão.

Durante a operação foram usados cães farejadores, um drone e um helicóptero.  Segundo o delegado Érico Rodovalho, a aeronave foi usada para garantir a segurança dos agentes em terra, além de facilitar a localização dos alvos da operação.

Um dos investigados se mudou recentemente para João Pinheiro, onde foi preso nesta quarta-feira (25). Quando morava em Patos de Minas, ele mantinha um ponto de venda de drogas e, segundo a Polícia Civil, foi alvo de uma tentativa de homicídio recentemente.

Cerca de 19 veículos serão sequestrados pela Justiça por terem envolvimento com o tráfico de drogas. Em Patos de Minas, pelo menos dois automóveis já foram apreendidos.

Babilônia significa: “desordem através da busca pelo poder, pelo lucro e pela propriedade com ausência de ordem e de regras”. Segundo a polícia, o tráfico de drogas causa desordem e outros prejuízos para a sociedade e por isso deve ser combatido, daí a origem do nome da operação.

Assista a íntegra da entrevista coletiva:

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

1 Comentário
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Observador de pm
25/05/2022 11:19

Quando vão em outros bairros que tbm a venda de drogas em até delivery e que já foi várias vezes denunciado e nada tipo Antonio Caixeta ,Boa Vista , Jardim Recanto
Tem varios locais neste bairro que são pontos de venda e nada acontece!

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.