Colmeia realiza ação ambiental com peixamento em córregos em dois distritos da zona rural de Patos de Minas

Foram introduzidos nas Microbacias 18.000 peixes, das espécies Curimatã e Matrinchã, todas nativas da bacia do Rio São Francisco.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O Coletivo Local de Meio Ambiente de Patos de Minas (Colmeia Patos), em parceria com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e apoio de entidades ambientais e instituições públicas, realizou na manhã de 6 de abril, o 1º peixamento no córrego Bauzinho na comunidade de Pindaíbas e a 5ª edição do evento no córrego do Arroz no distrito do Chumbo (Areado).
Foi feita a soltura de 15 mil alevinos de espécies nativas da ictiofauna da bacia hidrográfica pertencente ao rio São Francisco, como o Curimatã-pacu e a Matrinxã. Os dois mananciais são afluentes das microbacias do Velho Chico na região leste de Patos de Minas. Antes da ação de peixamento foi realizado um mutirão de limpeza pelos voluntários com o recolhimento de lixo deixado por frequentadores das margens do Poção Azul na comunidade de Pindaíbas.
O evento contou com a presença de autoridades, ambientalistas, gestores e técnicos do meio ambiente na ação respeitando-se os protocolos de biossegurança à Covid 19, evitando ao máximo a aglomeração e fazendo o uso de máscara e álcool em gel durante todo o percurso. O prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão participou de uma das etapas do Projeto Peixamento no córrego em Areado.
A cerimônia foi conduzida pelo vice-presidente do Colmeia Patos, Civuca Costa, e coordenada em geral pela presidente do Coletivo Local de Meio Ambiente, Geize Soares, com o apoio técnico do Chefe Administrativo da Codevasf de Três Marias, Julimar Sousa e a participação de lideranças comunitárias e ambientais.
A ação ambiental contou com os seguintes representantes de entidades e instituições: Luciana Esteves (Instituto Estadual de Florestas); João Batista e José Adelson (funcionários da Copasa); Ivanildo Alves Zica (presidente do Cima e do Codema); Lucas Mendes (Secretário Municipal de Agricultura); Vinícius Machado (Diretor de Meio Ambiente); Eni Amaral (Bióloga coordenadora do Programa Pronascentes); Tenente Adriana e Sargento Pinheiro (da 10ª Cia da Polícia Militar de Meio Ambiente); Tenente Fernandes e Tenente Zuliani (do Batalhão do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil); Geraldo Arcanjo (presidente da Arpindas); Ederson Mota (da comunidade de Pindaíbas); Nascimento Araújo “Xel” (presidente da ONG SOS Rio Areado); Maria de Fátima “Nilda” e Rane Cássia (diretoras das escolas estadual e municipal do distrito do Chumbo); Professora Célia (da escola estadual de Areado); Farley Rocha (diretor da escola municipal de Pindaíbas); Julimar Sousa (chefe administrativo da Codevasf); Adair Gomes Camargo (presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais Boa Esperança de Pindaíbas); Luís Eduardo Falcão (prefeito municipal de Patos de Minas); Ana Rodrigues (assessora de comunicação da Prefeitura de Patos de Minas); e da direção executiva do Colemia Patos, Geize Soares, Civuca Costa e José Lucilo “Duda”, além de outros convidados e voluntários das referidas comunidades rurais.
Segundo a direção do Colmeia Patos a próxima ação ambiental do Projeto Peixamento está prevista para o mês de outubro e irá se estender também para o povoamento de peixes contemplando outros mananciais e bacias da região leste de Patos de Minas, que são tributários afluentes do rio São Francisco, como o Ribeirão da Cabocla em Areado.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.