China oferece vaga para cientistas brasileiros trabalharem em pesquisa

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Com um orçamento de cerca de US$ 280 bilhões para o desenvolvimento de ciência e tecnologia, o governo da China convida jovens brasileiros e de latino-americanos em geral para trabalhar em pesquisas e projetos avançados de tecnologia no país asiático.

“A China dispõe as instalações científicas mais avançadas do mundo e os jovens que queiram participar desse projeto receberão muitos benefícios”, disse o conselheiro de Ciência e Tecnologia da Embaixada da China em Brasília, Gao Changlin.

Brasília - O Conselheiro da Embaixada da China, Gao Changlin concede entrevista exclusiva à Agência Brasil sobre o convite a jovens brasileiros e de países latino-americanos para trabalhar em pesquisas e projetos de tecnologia na China

O conselheiro da Embaixada da China, Gao Changlin concede entrevista exclusiva à Agência Brasil. Antonio Cruz/Agência Brasil

 

O cientista que preencher os requisitos para trabalhar na China terá o salário mensal de US$ 2 mil por um período de seis meses a um ano. Posteriormente, se quiser continuar no país, o pesquisador poderá se candidatar para participar em projetos científicos em universidades ou institutos de pesquisa.

De acordo com a embaixada, centenas de pesquisadores latino-americanos receberam convites para trabalhar em pesquisas na China, dos quais, grande parte é brasileira.

Requisitos

As inscrições estão abertas. O candidato deve ter, no máximo, 45 anos, experiência de cinco anos em pesquisa ou ter concluído o doutorado. Para obter a autorização para trabalhar na China, os cientistas brasileiros precisam contatar as universidades, instituições públicas e de investigação científica e tecnológica ou empresas chinesas e apresentar suas qualificações profissionais.

Uma vez havendo concordância nesse contato, a parte chinesa apresentará ao Centro de Intercâmbio Internacional do Ministério da Ciência e Tecnologia da China uma solicitação para contratar o profissional em um determinado prazo.

Mais informações no site tysp.cstec.org.cn. O pesquisador pode também encaminhar dúvidas ou perguntas para o e-mail tysp@cstec.org.cn ou para o endereço: 54 Sanlihe Road, Beijing 100 045, China.

Avanços

A China alcançou, em 2016 a liderança mundial de criação tecnológica. Há dois anos, os inventores chineses ficaram com o primeiro lugar no planeta em pedidos e autorizações de patentes, com mais de 1,2 milhão de projetos e 322 mil concepções tecnológicas.

O Brasil foi o primeiro país  em desenvolvimento a estabelecer uma parceria estratégica com a China. Um dos aspectos dessa parceria foi o programa Cbers, assinado em 1980, que permitiu o lançamento de satélites para monitorar o território brasileiro e prevenir desastres ambientais.

 

FONTE: Agência Brasil

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.