Certificação de conselheiros municipais de saúde reforça ações do Controle Social no SUS em Minas Gerais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Garantir aos conselheiros, informações que os credenciem para a atuação na defesa e promoção do Sistema Único de Saúde (SUS), com conhecimento específico de legislação, orçamento e financiamento das políticas públicas de saúde. Este é o objetivo do Curso de Qualificação de Conselheiras e Conselheiros Municipais de Saúde, que teve a etapa de certificação de sua terceira turma concluída nesta semana.

A ação educacional é uma realização da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com o Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES-MG). A cerimônia de certificação foi realizada em Belo Horizonte.

Gabriel Nogueira, conselheiro municipal de Saúde em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), representou os alunos na cerimônia de certificação, destacando a humanização e afetividade durante a realização do curso, além de adquirir mais conhecimento sobre a dimensão da importância do Controle Social no SUS.

“Aprendemos muito mais do que apenas legislação e fiscalização, aprendemos sobre ética, posicionamento e defesa do SUS. Aprendemos como atuar melhor como conselheiros”, disse.

Por sua vez, o conselheiro municipal de Saúde em Belo Horizonte, Jair Martins, destacou que seu aprendizado no curso será multiplicado entre seus colegas.

“Temos que repassar o que aprendemos aqui. Tive o privilégio de estar na primeira turma e o curso foi democrático, teve qualidade no material didático e respeito com os conselheiros. Espero participar de mais cursos”, afirmou.

O docente do curso em sete municípios, Eldon Carlos Gomes, elogiou o projeto político-pedagógico da ESP-MG e o material didático do curso, lembrando que a realidade dos Conselhos Municipais esteve em foco por todo o momento.

“O curso também contribuiu para a minha atuação como docente. Sempre digo para os alunos que o conhecimento vai transformar a saúde pública. Espero que eles multipliquem o que aprenderam em sala de aula”, disse.

O curso

Em 2017 e 2018, a ESP-MG qualificou 740 conselheiras e conselheiros municipais de saúde, tendo a mediação de 32 docentes em 16 cidades polos: Alfenas, Barbacena, Belo horizonte, Coronel Fabriciano, Divinópolis, Governado Valadares, Juiz de Fora, Montes Caros, Passos, Ponte Nova, Pouso Alegre, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Uberaba, Uberlândia e Varginha.

No próximo ano, o desafio da ESP-MG e do CES-MG em qualificar o Controle Social no SUS continua, com o entendimento de que o fortalecimento do SUS passa também pela participação popular.

A cerimônia, realizada no Campus Saúde do Centro Universitário Newton Paiva, contou com a presença diretora-geral da ESP-MG, Lenira Maia, da superintendente da instituição, Fernanda Maciel, do vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES-MG), Ederson Alves da Silva, da coordenadora da Câmara Técnica de Educação Permanente do CES-MG, Gláucia Batista, e da ouvidora de Saúde de Minas Gerais, Conceição Resende.

Let’s block ads! (Why?)

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS