Central de Autônomos da Sedese oferece oportunidades para diaristas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

“Meu salário praticamente dobrou como diarista, em comparação com o que ganhava com carteira assinada. De R$ 1.546 que recebia como encarregada de limpeza, hoje ganho quase R$ 3 mil, dependendo da demanda. Essa semana, por exemplo, tenho trabalho de segunda a sábado”, conta Márcia das Graças Paulino, que se cadastrou na Central de Autônomos após ser desligada da empresa em que trabalhava por causa da crise econômica.

Márcia diz ainda que, por meio da Central, conseguiu também outros benefícios. “Por prestar diversas tarefas, como faxina, auxiliar de serviços e passar roupa, pude melhorar o serviço que eu fazia. Por isso, hoje, me considero uma empreendedora da limpeza. Além disso, por poder negociar com a patroa, agora tenho mais tempo para resolver questões da minha casa. É melhor até para a minha família”, completa.

- Continua depois da publicidade -

Subordinada à Superintendência de Políticas de Empreendedorismo e Economia Popular Solidária, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), a Central de Autônomos é um núcleo que realiza a intermediação entre empregadores e profissionais diaristas (como faxineiras, lavadeiras, passadeiras, auxiliares de serviços gerais e cozinheiras).

No ano passado, foram registradas mais de 470 oportunidades de trabalho após encaminhamento da Central de Autônomos, contribuindo para a geração de renda e construção da própria rede de contato de pessoas que trabalham sem carteira assinada.

Para se cadastrar, o profissional interessado deve participar do curso de “Competências Profissionais e Sociais para Diaristas”, a fim de aprimorar o serviço prestado. Entre os assuntos abordados na formação, estão dicas de comportamento, ética profissional, relações interpessoais e comunicação, como administrar o tempo, etc.

Atualmente, a Central funciona em Belo Horizonte, na Cidade Administrativa. O atendimento pode ser feito pelo telefone (31) 3916-9077 e o e-mail para contato é central.autonomos@social.mg.gov.br.

Segundo o subsecretário de Trabalho e Emprego da Sedese, Antônio Lambertucci, essa é uma alternativa para o atual contexto, que ainda registra alto índice de desemprego. “Considerando que o número de desempregados ultrapassa a marca de 13 milhões, a Sedese também elabora ações para o mercado informal. Entre elas está a Central de Autônomos, que tem foco nos mais necessitados e contribui na vinculação de trabalhadores autônomos com empregadores”, afirma.

Expansão

Com o objetivo de implementar a Central de Autônomos em outras cidades mineiras, a Sedese encerra nesta quinta-feira (9/11) a “Capacitação de Multiplicadores para Ampliação da Central de Autônomos” na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

Participam da qualificação representantes do Sistema Nacional de Emprego (Sine) dos municípios de Betim, Brumadinho, Barão de Cocais, Igarapé, Itabira, João Monlevade, Justinópolis e Ribeirão das Neves.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: AGÊNCIA MINAS

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -