CEMIG irá substituir medidores antigos por modernos para evitar falhas

Cerca de 300 mil equipamentos serão trocados.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: ds_30 por Pixabay

Até o fim deste ano, a Cemig vai visitar cerca de 700 mil unidades consumidoras e substituir quase 300 mil medidores de energia antigos por equipamentos mais modernos. O objetivo é manter o parque de medidores renovado e atuar na prevenção de possíveis falhas técnicas e furtos de energia.

De acordo com Luiz Renato Fraga Rios, gerente de Medição e Perdas Comerciais da Cemig, a modernização vai minimizar a chance de erros de leitura, como pode ocorrer nos medidores com ponteiros. “Os novos medidores são mais modernos e apresentam maior confiabilidade. Uma das principais vantagens é que o novo medidor traz mais exatidão e agilidade ao leiturista na coleta de dados para o faturamento. Para o cliente, o equipamento moderno oferece mais facilidade no acompanhamento do consumo mensal”, explica Rios.

- Continua depois da publicidade -

Como identificar os profissionais da Cemig

Atenção, consumidor! Fique atento! Apesar de a intenção da Cemig seja beneficiar o cliente, nessa ação de troca dos medidores podem ocorrer tentativas de golpes de estelionatários alegando que estão fazendo este tipo de serviço, mas com o intuito de entrar nas casas utilizando o nome da companhia.

A Cemig alerta que nenhum colaborador da empresa está autorizado a cobrar por esse tipo de serviço ou solicitar qualquer documento ou dados bancários. A empresa recomenda que o morador exija a identificação daqueles que se apresentam em nome da empresa. Todos os funcionários da Cemig ou de empreiteiras a serviço da companhia usam crachá de identificação e uniforme. Para verificação da identidade do funcionário e autenticidade do serviço, ligue 116.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -