Casal preso alega que vendia drogas para se sustentar em Guimarânia

Os indivíduos foram presos na tarde de ontem, sábado (21/10). Os PMs apreenderam cocaína e dinheiro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação

No final da tarde de ontem, sábado (21/10) a Polícia Militar de Guimarânia recebeu diversas denúncias de que em uma residência da Rua Guaranis, bairro Morada do Sol, estaria ocorrendo tráfico ilícito de drogas, e que o autor C.A.S. de 29 anos possuía armas de fogo.

Militares deslocaram até o local, onde foram recebidos pelo suspeito, o qual autorizou a entrada dos militares, sendo realizadas buscas no local, porém nada de ilícito foi encontrado. Após a saída dos militares do local, houve uma nova denúncia informando que o autor havia pulado o muro da residência para o lote das dependências da Casa de Repouso Sociedade São Vicente de Paula, e estava vasculhando o terreno, procurando algo.

- Continua depois da publicidade -

Os militares retornaram rapidamente e deslocaram até a casa de repouso, sendo autorizada a entrada pelo responsável pelo local, e enquanto estavam sendo realizadas as buscas, o autor C.A.S. pulou o muro da residência dele para o referido local, o qual foi abordado e submetido à busca pessoal, sendo localizada com ele a quantia de R$405,00 em dinheiro.

Em conversa com o autor, este confessou que escondia drogas no local, e que comercializava o material para o seu sustento. O autor mostrou aos militares onde havia enterrado a droga, sendo localizada uma porção de substância semelhante à cocaína. Segundo o autor sua amásia, F.D.V.O. de 29 anos, também comercializa drogas, e que ela havia pegado uma grande quantidade de droga no Posto Beira Rio, em data pretérita.

Diante dos fatos os autores foram presos em flagrante delito e conduzidos à Delegacia de Plantão, juntamente com os materiais apreendidos.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -