Candidatos que fizeram o Encceja podem solicitar certificação nas secretarias de educação

Documento atesta conclusão dos ensinos fundamental e médio
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Para isso, é necessário que o aluno procure as secretarias estaduais de Educação para solicitar a emissão do documento que comprova a conquista da qualificação.

O atendimento pode ser realizado em 283 campi de 32 institutos credenciados que estão espalhados em 24 unidades da Federação. Apenas Ceará, Alagoas e Tocantins não possuem institutos cadastrados.

- Continua depois da publicidade -

No caso do aprovado no ensino médio, também é possível pedir o documento em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia que firmaram Termo de Adesão ao Encceja.

Para requerer a certificação não é obrigatório levar a página impressa com o resultado, mas se o solicitante tiver o documento em mãos ajudará no processo de identificação da nota e fará com que o certificado seja emitido rapidamente.

Quem pode solicitar a certificação?

Pode pedir a emissão do certificado o participante que atingiu, no mínimo, 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e tirou nota igual ou maior do que cinco em redação. O resultado está disponível no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O documento também pode ser solicitado por participantes aprovados no exame em edições de anos passados. Quem conseguiu a nota mínima em uma área do conhecimento, mas não nas quatro provas do Encceja, poderá requerer a declaração parcial de proficiência. Com a declaração parcial, o participante fica liberado de fazer as mesmas matérias na próxima edição do exame, ou seja, poderá se inscrever apenas para os eixos que faltaram.

 

Fonte: Brenda Chérolet – Agência Educa Mais Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -