Candidata pede direito de resposta após propaganda de adversário em Patos de Minas

Pedido de liminar foi negado pelo juiz eleitoral.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A candidata Béia Savassi (DEM) entrou com um pedido na Justiça Eleitoral requerendo direito de resposta em face de uma propaganda eleitoral veiculada pelo também candidato, Arnaldo Queiroz (PSD).

Segundos os autos, Arnaldo teria veiculado através de propaganda na TV e no rádio, nos dias 16 e 17 de outubro, que Béia Savassi teria enviado ofício a COPASA em 2009 e apontou irregularidades. Na propaganda, apontaram que a candidata do Democratas não teria rescindido o contrato e também cita o fato do irmão dela, Elmiro Nascimento, ter sido nomeado para a vice-presidência da companhia.

No pedido, a defesa de Béia Savassi diz que os fatos narrados na propaganda eleitoral não possuem relação, visto que Elmiro foi nomeado em 2014, na gestão de Antônio Anastásia (PSDB) e o ofício em questão foi em 2009, durante o mandato de Aécio Neves (PSDB).

Ao final, requereu-se liminar para determinar a suspensão da propaganda em questão e concessão de direito de resposta. O juiz eleitoral, Tenório Silva Santos, entendeu que os fatos merecem melhor apuração e intimou os citados para apresentarem defesa. A liminar foi indeferida (negada). “Diante da necessidade de análise mais detalhada dos fatos, bem como tendo em vista a celeridade do trâmite processual do presente do direito de resposta, não vislumbro a necessária urgência para a concessão da liminar, razão pela  fica indeferida”. A decisão foi publicada no domingo, 18 de outubro.

Clique aqui e visualize a íntegra do documento.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS