Brasil vence o Chile no primeiro Desafio Internacional de Judô do ano

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Atletas brasileiros venceram o desafios por 5 a 2.

O Judô brasileiro subiu ao lugar mais alto do pódio nesta quarta-feira, 11, ao vencer, no Centro Pan-Americano de Judô, na Bahia, a primeira edição do Desafio Internacional de Judô contra o Chile, competição amistosa por equipes mistas promovida pela Confederação Brasileira de Judô e patrocinada pelo Bradesco, patrocinador máster da CBJ. Das sete lutas do duelo, o Brasil venceu cinco, com Aristides Júnior (60kg), Charles Chibana (66kg), Gabrielle Gonzaga (57kg), Érika Miranda (52kg) e Leandro Guilheiro (81kg). Francisco Solis (+100kg) e Mary Dee Vargas (48kg) marcaram os únicos pontos chilenos.



Estreante nesse tipo de disputa pela seleção principal, o ligeiro Aristides Lucena Júnior, que foi sétimo colocado no Mundial Juvenil do ano passado, teve a responsabilidade de abrir o confronto e não decepcionou a torcida presente ao CPJ, derrotando Hugo Araya por waza-ari depois de dois minutos e meio de golden score.

“Fiquei um pouco nervoso no começo por abrir a disputa, pelo barulho da torcida, mas deu tudo certo. Eu já tinha treinado com esse chileno, é um atleta duro, um pouco chato de lutar, mas consegui impor meu jogo e vencer”, explicou o judoca roraimense de apenas 17 anos.

Em seguida, o Chile reagiu com vitória de Mary Dee Vargas Ley no peso ligeiro feminino (48kg) sobre a também novata em Desafios, Larissa Farias, imobilizando a brasileira até o ippon.

Charles Chibana (66kg) recolocou o Brasil na frente ao vencer Sebastian Perez por um waza-ari. Na sequência, a experiente Érika Miranda justificou o posto de atual número um do mundo e passou com tranquilidade por Judith Jaque com ippon.

Novamente, os chilenos descontaram, com vitória do peso-pesado Francisco Solis sobre André Soares.

Com a vitória parcial do Brasil por 3 a 2, Gabrielle Gonzaga, outra jovem atleta da equipe brasileira, teve a oportunidade de fazer o ponto decisivo e mostrou que tem potencial para ser um dos principais nomes da seleção júnior nesta temporada. Aos 17 anos, ela não se intimidou e buscou o ippon com imobilização sobre Micaela Folchi, garantindo, assim, a quarta vitória e o título para o Brasil.

“Estava muito nervosa, mas vi grandes atletas do meu lado, como o Charles, a Érika, o Leandro, que já foram meu espelho. Com isso, me senti mais segura para entrar e buscar a vitória. Gostei demais! Foi uma sensação maravilhosa”, descreveu a atleta do Rio Grande do Sul.

O fechamento do Desafio Internacional não poderia ter sido melhor. Com judô de alta qualidade técnica, o medalhista olímpico Leandro Guilheiro conseguiu duas projeções por waza-ari (waza-ari-awasete-ippon), brindando a torcida e os telespectadores que acompanharam a transmissão ao vivo pelos canais SporTV e ESPN, com o ippon.

A próxima competição da seleção brasileira de judô será o Campeonato Pan-Americano de San Jose, na Costa Rica, nos dias 20, 21 e 22 de abril.

Brasil é campeão do primeiro Desafio Internacional do ano de Judô/ Foto: Tathiana Amaya/CBJ

Fonte: CBJ


Clique aqui para ler essa matéria em sua fonte original.


FONTE: Portal Esporte Net

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.