Bolsonaro sinaliza para que Eduardo desista de embaixada

Para o presidente, o filho deve permanecer no país para "pacificar o partido".
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil e Divulgação (Câmara dos Deputados)

O presidente da república, Jair Bolsonaro, reconheceu nesta terça-feira (22/10) que prefere que seu filho, Eduardo Bolsonaro, continue no Brasil e desista de embaixada nos Estados Unidos. Ontem, segunda-feira, Eduardo assumiu a liderança do Partido Social Liberal (PSL) na Câmara dos Deputados.

A permanecia de Eduardo Bolsonaro no Brasil é tida, para especialistas, como vital para a reorganização do partido do presidente e para o fortalecimento da base no congresso. Em entrevista aos jornalistas, no Japão, o presidente disse:

Obviamente o Eduardo vai ter que decidir nos próximos dias, talvez antes de eu voltar ao Brasil, se ele quer ter o seu nome submetido ao Senado para a embaixada ou não.

No meu entender, [o mais estratégico] é ele ficar no Brasil, até para pacificar o partido e ver o que pode catar de caco, porque teve gente que foi para o excesso. É igual um casal, chega um ponto de um problema que não tem mais retorno por parte de alguns.


Com informações de VEJA

 

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.