Bolsonaro acredita ter sido alvo de um ataque político planejado

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, recebeu o jornalista Augusto Nunes no quarto em que está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta segunda-feira (24).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução

Jair Bolsonaro concedeu à rádio Jovem Pan sua primeira entrevista presencial após o atentado sofrido no último dia 6 de setembro em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais.

Durante a conversa, o presidenciável – visivelmente mais magro, porém já sem a sonda nasogástrica – contou detalhes do ataque e deu suas opiniões sobre as investigações.

- Continua depois da publicidade -

Para ele, tudo foi planejado e o responsável confesso pelo crime, Adélio Bispo de Oliveira, não agiu sozinho, conforme reportado pela Renova Mídia.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) não quer que “inventem um responsável”, mas acha que “dá para apurar” melhor o caso do seu esfaqueamento.

Fazendo referência às pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro declarou:

Entendo que foi algo planejado. Foi político, não há a menor dúvida. Me tirando de combate… você pega os três ou quatro próximos na relação, eles são muito parecidos.

E acrescentou:

Ele deu uma facada e rodou. Para matar mesmo. O cara sabia o que estava fazendo. Por milímetros não atingiu veias que eu não teria como resistir.

Em seguida, o candidato do PSL questionou a linha de investigação sustentada pelo delegado da PF que conduz o caso:

Acredito que ele não agiu sozinho. Ele não é tão inteligente assim, não. A tendência natural de um ato como aquele é ele ser linchado. Então ele foi para cumprir a missão quase na certeza de que não seria. Não seria como? Sabendo que teria gente ao lado dele.

  • Do Renova Mídia com Adaptação da Fonte Jovem Pan

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -