BDMG anuncia mais recursos para inovação em Minas Gerais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recursos para financiamento a empresas que querem inovar em processos, produtos e serviços. Esse foi o anúncio feito, nesta quarta-feira (10/5), pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerias (BDMG). Em solenidade realizada em sua sede, o Banco e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) assinaram termo que amplia a concessão de crédito pelo Programa Inovacred. Ao todo, serão R$ 80 milhões por meio de dois produtos de repasses da Finep, Inovacred e Inovacred Expresso, voltados para pequenas e médias empresas com faturamento até R$90 milhões, que poderão financiar até 80% do valor do projeto.
 

Divulgação/BDMG

- Continua depois da publicidade -

De acordo com o assessor da Diretoria Financeira e Controladoria da Finep, Paulo Vinícius Ferreira, a parceria do Banco com a Finep tem posição de destaque. “O BDMG é o segundo maior banco em repasses da Finep. No total, o banco opera hoje R$210 milhões especificamente para inovação”, afirmou.

Para o presidente do BDMG, Marco Crocco, a instituição está nesta posição de destaque pois tem o compromisso de incentivar a inovação nas empresas para diversificar cada vez mais o setor produtivo em Minas.

“O Banco vem se preparando para fazer a conexão entre ideias inteligentes geradas nas universidades e o mercado, sendo essa uma das maiores demandas da área de inovação. Minas concentra o maior número de universidades do País, um dos ambientes onde nascem ideias para o desenvolvimento econômico, regional e social”, declarou.

FIP Primatec

Ainda no evento, foi anunciada também a participação do BDMG no Fundo de Investimentos em Participações (FIP) Primatec, que destina recursos para as empresas com alto potencial de expansão no Estado. Serão investidos pelo BDMG R$4,5 milhões em empresas incubadas ou residentes em parques tecnológicos.  

O Primatec nasceu a partir do programa Inova Empresa da FINEP, é gerido por Antera Gestão de Recursos S.A. e tem a Brain Ventures Gestão de Negócios S.A. como consultor operacional. A primeira empresa investida pelo FIP foi em Minas Gerais, a Myleus, uma empresa de biotecnologia, fundada em 2010, que atua no segmento de segurança dos alimentos. Os produtos e serviços permitem a identificação de fraudes na indústria alimentícia, como a prática da substituição de espécies em produtos processados. A técnica de análise utiliza o sequenciamento parcial de um segmento do DNA para comparar diferentes espécies. Além disso, a empresa tem investido em soluções completas para a segurança do alimento, baseada em tecnologia da informação e análises laboratoriais, aplicadas a todos os segmentos desta cadeia produtiva.

Para a CEO, Marcela Drummond, “o Primatec foi importante pois trouxe para a empresa a experiência de gestão, visão de negócios, olhar especializado sobre nosso modelo de negócios e contatos, além do recurso financeiro. Através dos valores investidos, pudemos construir um laboratório moderno e estruturar uma equipe que suportasse o crescimento da empresa. Desde o investimento, dobramos nossa equipe de comercial e marketing, pois queremos mostrar a Myleus para o mundo”.

Fonte: Agência Minas Gerais

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -