Aumento do número de empresas inadimplentes perde força, diz estudo do SPC

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
alimentação

  Inadimplência cresceu mais entre empresas

  do  setor  de  serviços,  como  restaurantes

Marcelo  Camargo/Arquivo/Agência  Brasil

O crescimento do número empresas inadimplentes está perdendo força desde 2016, de acordo com indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Em julho deste ano, o número de empresas negativas aumentou 3,31% na comparação com igual período de 2016. No mesmo mês no ano passado, a variação havia sido maior: 8,65%. Na comparação entre julho e junho, a variação foi de 0,08%.

Segundo a CNDL, o abrandamento da inadimplência ocorre devido à maior restrição ao crédito e à menor propensão das empresas a investir.

O levantamento também mostra que o Sudeste lidera o crescimento do número de empresas inadimplentes. Na comparação com julho de 2016, o número de pessoas jurídicas negativadas na região cresceu 3,79%, a maior alta entre as regiões. O Nordeste aparece em segundo lugar, com 3,11%, seguido pelas regiões Norte (2,95%), Centro-Oeste (2,71%) e Sul (1,77%).

O número de empresas devedoras por ramo da economia mostra que o setor de serviços teve a maior alta em julho, de 5,87%. Em seguida, vêm agricultura (,52%), indústria (2,46%) e comércio (2,15%).

O indicador resume todas as informações disponíveis nas bases de dados do SPC Brasil e da CNDL. As informações disponíveis referem-se a capitais e cidades do interior das 27 unidades da Federação.

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS