Atlético-MG é o campeão do Campeonato Brasileiro 2022

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Hulk - Atlético Mineiro
Foto: Divulgação – Atlético Mineiro

Há dias que os torcedores do Atlético-MG esperam ansiosamente para soltar o grito de campeão que ficou preso por cinquenta anos. Não só eles, mas também os que acompanham o Campeonato brasileiro já esperavam esse final. Líder isolado, o clube passou a ser o queridinho dos palpites e fez com que diversos amantes do futebol aproveitassem os códigos promocionais disponíveis no site da Sportingbet.

A emoção foi tanta que até alguns jornalistas expressaram seu amor pelo clube e a satisfação de poder acompanhar esse momento histórico de tão perto. Logo pela manhã, o jornalista da rede Globo de televisão, Chico Pinheiro, falou sobre a conquista do Galo de forma eufórica. Mais tarde, foi a vez do pessoal do ESPN demonstrar bastante emoção com o título. “O Atlético se apresentava como candidato, com dois favoritos: a gente falava do Inter, São Paulo, até do Grêmio, mas o cenário do futebol brasileiro era de Palmeiras e Flamengo. E a gente se candidata e (finalmente) chega o dia… A ideia de campeonato brasileiro foi iniciada em 71. E a gente ficava: Poxa, foi o primeiro e não vai ganhar nunca mais”, disse, com a voz embargada, o jornalista Mauro Marra.

Já a jornalista Mariana Spinelli se emocionou ao falar sobre o amor da família pelo esporte. “Passa muito de você olhar por seu pai, de ver minha mãe emocionada, meu pai, meu avô ligado no radinho. Eu acho que é mais bonito ainda você olhar pro seu pai chorando igual criança por causa de futebol… Isso é a mensagem do futebol, de ser felicidade, família, respeita, porque a gente trabalha aqui mas a vente vira jornalista esportivo porque a gente ama um time, o esporte, o futebol. Futebol pra mim é Praça 7 (local de comemoração de títulos), Mineirão, é meu pai, meu irmão, meu vô, meu tio que faleceu… poxa vida, queria tanto que ele estivesse vivendo isso. É isso, uma história de vida, isso que representa, afirmou Mariana”.

O atacante do Galo, Keno, foi um dos protagonistas na partida que definiu o clube como dono do título. O jogador falou sobre o jejum de título e as dificuldades que o clube vinha enfrentando para se manter entre os melhores do futebol brasileiro. “A gente trabalhou muito. Eu não sou herói, quem é herói é Deus. O que passamos no ano passado, ficar três pontos de ser campeão. Mas batalhamos bastante, corremos um para outro, fizemos uma família. Pela garra e pela força, vão falar que a gente foi campeão. Podemos gritar “é campeão”. Deus nos honrou, muitos davam título para o rival”.

 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.