Associação dos Autistas de Patos de Minas recebe recurso de R$ 100 mil

O recurso foi concedido pela deputada federal, Alê Silva (PSL), por intermédio do Instituto Daniel Franco.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Presidente do IDF, Daniel Franco, Vice, FLavia Franco e o diretor Fabricio Rocha com deputada Ale Silva
Presidente do IDF, Daniel Franco, Vice, Flavia Franco e o diretor Fabricio Rocha com deputada Ale Silva
Foto: Divulgação

O Instituto Daniel Franco (IDF) é responsável por assegurar recursos da ordem de R$ 100 mil para a Associação dos Pais, Amigos e Profissionais dos Autistas de Patos de Minas – Esperança Azul.

O recurso foi viabilizado pelo presidente do IDF, Daniel Franco, em Brasília (DF), ainda nesta quarta-feira (1º) junto à deputada federal Alê Silva (PSL) e já está à disposição da instituição filantrópica.

“Nós reconhecemos o trabalho da Associação voltado para as crianças com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e fizemos questão de trabalhar esses recursos, que vão contribuir muito com as atividades e os projetos desenvolvidos pela Esperança Azul”, ressalta Daniel Franco, lembrando que a Associação é essencial no tratamento do autismo em Patos de Minas e toda a região. “Precisamos dar mais atenção a esta instituição que realiza um trabalho tão importante para a sociedade”, afirma. 

A presidente da Associação Esperança Azul, Cleide Alves Gonçalves, comemora a viabilização dos recursos, que serão fundamentais para dar andamento nos tratamentos realizados pela Esperança Azul.

Hoje, a instituição atende em média 150 famílias, abrangendo em torno de 500 crianças autistas em Patos de Minas e em outras sete cidades da região como Lagoa Formosa, Presidente Olegário, Varjão de Minas, Guimarânia, Patrocínio entre outras.

Segundo ela, esta parceria com o Instituto Daniel Franco possibilita a realização das terapias destinadas às crianças, voltada para os estímulos, que são capazes de trazer grande evolução na condição do autista, que podem passar, por exemplo, de um espectro severo para moderado e, de moderado para leve. “Estas terapias são caras. Uma criança autista, para evoluir, precisa realizar em torno de 25 horas de terapias semanais”, informa. Cada sessão gira em torno de R$ 65 a R$120 e abrange equoterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, Musicoterapia, Psicologia e o Método ABA. 

“Estamos muito satisfeitos de o Instituto reconhecer a importância de nosso trabalho e poder nos ajudar com o recurso. Com ele vamos pagar estas terapias. Tenho certeza de que todos os pais das crianças que atendemos ficarão extremamente felizes por esta sensibilidade do Daniel Franco”, completa. 

Ainda de acordo com Cleide, a verba vai garantir mais seis meses de equoterapia, que é uma atividade que traz resultados fantásticos às crianças de TEA. Ela conta que havia recursos para apenas três meses. “Agora temos essa terapia assegurada para nove meses”, revela.

Além disso, parte dos valores serão destinados ao desenvolvimento do Método ABA, uma das terapias mais eficazes no tratamento do autismo, que trabalha o condicionamento da criança para sua inclusão no convívio social. 

Para Daniel Franco, é muito gratificante ver que os recursos serão bem aplicados e decisivos para dar continuidade ao tratamento do autismo. “Estamos assegurando mais esperança a estas crianças”.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.