Bandidos ameaçam matar vítima durante assalto a Posto de Combustíveis em Uberaba

Dois assaltantes supostamente armados, escondendo suas identidades com capacetes assaltaram um posto em Uberaba, próximo a BR-262.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Nesta quinta-feira(23), no município de Uberaba-MG, dois homens assaltaram o funcionário de um posto localizado na Rua Anésio Leite cruzamento com Avenida Riceiro Lenza, ao lado da BR-262. Os assaltantes, segundo vítima e testemunhas, chegaram a pé, utilizavam capacetes pretos. Um dos autores, que anunciou o assalto, ameaçou o funcionário simulando possuir uma arma de fogo sob a camisa. Após pegarem cerca de trezentos e oitenta reais em dinheiro evadiram para a Rua Geraldo Rigoberto Carminati, pequena rua localizada atrás do posto. Um dos transeuntes viu os suspeitos correndo em direção a uma moto Honda verde, e conseguiu anotar a placa, fornecendo informações suficientes para o rastreamento realizado pela Polícia Militar, acionada logo após a ocorrência, que após checar os registros policiais se dirigiu à residencia indicada nos mesmos. Chegando no local, o suspeito, Bruno Graciano da Silva, tentou fugir pelos fundos da casa, pulando o muro e se escondendo no interior de uma das residências locais. Em uma ação rápida e coordenada os policiais cercaram o quarteirão e conseguiram realizar a captura de Bruno.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a vítima, o homem que anunciou o assalto estava de bermuda preta com listras, uma camiseta clara, capacete preto da marca San Marino, e era magro e alto. O uso do capacete impossibilitou a identificação facial por parte da vítima. No entanto, as roupas trajadas por Bruno, a descrição de seu porte físico e do capacete ajudaram em sua identificação.

A motocicleta utilizada na ação se encontrava no local e seu motor ainda estava quente. A mãe de Bruno informou que ele havia comprado o veículo de um amigo há aproximadamente três meses. Ela disse também que Bruno havia acabado de chegar e se encontrava muito agitado. O autor utilizou-se de seu direito de permanecer em silêncio e não revelou seu comparsa na ação criminosa. Com ele não foi encontrada nenhuma quantia de dinheiro, apenas possível um cigarro de maconha.

A motocicleta foi recolhida ao pátio conveniado e o suspeito detido e encaminhado à UPA para emissão de um laudo médico. Em seguida, seus direitos foram lidos e Bruno recebeu voz de prisão em flagrante.

 

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -