Assalto e Perseguição no Bairro Santa Mônica em Uberlândia

O autor do crime estava deitado na pista e simulou necessitar de socorro; enquanto a vítima se mobilizava para ajudar, foi surpreendida com uma arma de fogo e teve seu veículo roubado.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Ilustrativa

O assalto seguido de perseguição se iniciou no bairro Santa Mônica, após a identificação do veículo roubado. O fato ocorreu nesta quinta-feira(07/12), por volta das 06h08, na Praça Alcides Borges de Oliveira, há poucas quadras da Universidade Federal de Uberlândia(UFU).

 

- Continua depois da publicidade -

A vítima informou ter visto o homem deitado no asfalto, em plena via pública. Era um homem branco, de estatura mediana, idade aparente de 20 anos, utilizava boné, calça jeans e uma camiseta listrada. E enquanto ia prestar socorro, foi surpreendido com a abordagem do indivíduo que aparentava possuir uma arma de fogo. O autor correu com a arma até a vítima, com os dizeres: “perdeu, perdeu”. A vítima, assustada, saiu de seu veículo, um Corola, e correu. O autor entrou no veículo e evadiu do local.

Logo que acionada, a polícia iniciou a busca pelo veículo, que foi avistado no posto Veloz, localizado na Avenida João Naves de Ávila. O meliante abastecia no posto quando foi abordado e ignorou os militares, que tentavam verbalizar com ele. No momento em que a arma de fogo foi avistada, os policiais  efetuaram dois disparos e o autor iniciou a fuga com o veículo. Diversas viaturas participaram da perseguição, e em determinado momento o criminosos perdeu o controle e se chocou contra um muro na Rua Quintino Bocaiuva. O autor ainda conseguiu sair do veículo e fugiu mais uma vez, seguindo em direção ao bairro Lagoinha. Sangue foi encontrado no interior do veículo. E a polícia informou que o veículo sofreu danos na pare frontal, e todos os objetos da vítima, exceto uma quantia em dinheiro , foram encontrados e devolvidos.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -