Arnaldo quebra o silêncio e diz que é contra a terceirização do Hospital Regional

É a 1ª vez que o ex-candidato faz uma manifestação com relação a administração de Luís Eduardo Falcão.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O ex-candidato a prefeito, Arnaldo Queiroz (PSD), divulgou na tarde desta quarta-feira (24/02) um vídeo onde crítica a decisão do Governo Estadual em publicar um edital para terceirizar a administração do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD).

Segundo o edital, a estrutura será gerida por uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, a chamada OSS (Organização Social de Saúde). Segundo o Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, a conclusão do processo de escolha levará de quatro a cinco meses. Será o primeiro hospital da rede Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais) a ter sua administração terceirizada.

Arnaldo Queiroz, em seu vídeo, relembrou que em um programa televisivo da campanha eleitoral disse que Zema e Falcão terceirizariam o Hospital Regional. Também afirmou que após a exibição o governador e Falcão rebateram dizendo que isso não se concretizaria.

Por fim, Arnaldo Queiroz salientou que o momento é inoportuno, visto que a região enfrenta o agravamento da pandemia de COVID-19. Para o ex-candidato a população deve se unir e não permitir que a terceirização se concretize.

Leia também: Secretário de Saúde confirma OSS para o HRAD e diz que edital já foi publicado

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.