Aprovação do orçamento pelo Congresso dos EUA deixa de fora o Daca

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Congresso dos Estados Unidos aprovou hoje (9) o orçamento federal após duas paralisações por falta de acordo entre maioria republicana e minoria democrata. A peça orçamentária vale por dois anos e foi aprovada com o apoio de um significativo número de parlamentares democratas, que renunciaram assim ao que tinha sido sua principal condição nas negociações: a regularização de cerca de 800 mil jovens imigrantes ilegais denominados “dreamers” (sonhadores).

Saiba Mais

Os democratas tentaram sem sucesso usar a aprovação como barganha para garantir que o benefício do Programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca, na sigla em inglês) – que regularizaria os imigrantes que chegaram aos EUA quando eram menores de idade, fosse mantido .

Além disso, causou polêmica entre republicanos e democratas o projeto que aumenta em US$ 300 bilhões o orçamento. Para ser aprovado o governo conseguiu convencer 73 democratas a votar à favor, mas teve 77 votos contrários dentro do próprio partido republicano, que é maioria na Câmara. A ala mais conservadora republicana criticou o forte aumento e alertou para que o fato dos gastos públicos estarem atingindo o limite.

* Com informações da Agência EFE

Edição: Augusto Queiroz

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.