AMAPAR e CISPAR fazem balanço positivo da gestão 2021

Combate à pandemia e início do processo para instauração de Usina de Reciclagem são destaques.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Prefeitos e outras lideranças regionais participaram da última reunião do ano na manhã de sexta-feira (10)
Foto: Lélis Félix (Patos Notícias)

O presidente da AMAPAR (Associação dos Municípios do Alto Paranaíba), César Caetano (PL), apresentou um balanço dos trabalhos desenvolvidos pela gestão 2021.

Na área da saúde a AMAPAR participou da articulação para a implantação da Santa Casa de Misericórdia e para ampliação de leitos do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD). No ápice da pandemia, os prefeitos firmaram um acordo e emitiram decretos conjuntos para barrar a proliferação do novo coronavírus.

Várias lideranças como deputados, secretários estaduais e o vice-governador, Paulo Brant, visitaram a sede da AMAPAR em Patos de Minas. Além disso, a diretoria se reuniu com autoridades em Belo Horizonte e em Brasília.

Na área da Educação e do Desenvolvimento Social foram promovidos dois encontros com profissionais da região. O objetivo foi criar estratégias e unificar ações para o progresso destes segmentos da administração pública.

Serviços tradicionais como assessoria de Engenharia, Topografia e Arquitetura entregaram mais de R$ 1 milhão em projetos para as prefeituras consorciadas.

O turismo e o comércio também foram impulsionados com a realização do Alto Paranabike – Desafio Amapar de Mountain Bike que reuniu cerca de 500 atletas.

Ao longo do ano a AMAPAR também firmou parcerias estratégias com instituições como UNIPAM, Sebrae, Emater e Polícia Militar.

CISPAR

O CISPAR (Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Alto Paranaíba) também promoveu várias ações ao longo de 2021. Adílio Alex dos Reis (MDB), prefeito de Guimarânia, esteve a frente do consórcio.

A principal conquista foi o início da processo para a criação de uma Usina de Reciclagem Regional em Patos de Minas. Ela receberá resíduos dos municípios da região e desta forma acabará com os chamados lixões a céu aberto.

Em parceria com o UNIPAM foram feitos 172 novos processos de licenciamento ambiental de empreendimentos.

Outra novidade foi o Serviço de Inspeção Regional através da adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Através dele, os produtos, produzidos na região, poderão ser comercializados em nível nacional. A equipe já atua inspecionando cinco frigoríficos na região.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.