Alunos de direito da FPM fazem simulado de plenária do STF

A atividade permitiu que o aluno aliasse a teoria com a prática.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Os alunos do curso de Direito da Faculdade de Patos de Minas (FPM) realizaram na noite de quarta-feira (08/06) um Sessão Plenária Simulada do STF. O evento aconteceu na Câmara Municipal. Alunos do primeiro e terceiro período pegaram um caso real e simularam um julgamento por ministros do STF.

Os estudantes tiraram como base a Ação Direta de Inconstitucionalidade Nº 5.407, um processo real mas que ainda não foi julgado pelo STF.

O professor e advogado Heberton Duarte de Souza foi quem propôs a dinâmica com os alunos. Ele contou que os estudantes trabalharam com a ação de inconstitucionalidade para conhecer os aspectos constitucionais e também a pressão do dia a dia no tribunal.

“Eles fazem uma pesquisa aprofundada, trabalhando o jurídico, o social e aquela questão da fomentação jurídica. Então eles são preparados do primeiro ao décimo período, sempre com estes temas”. 

A professora e advogada Cíntia Nogueira disse que a clínica jurídica é uma das prioridades da Faculdade Patos de Minas (FPM). Segundo ela, a FPM preza que o aluno vivencie, antes mesmo do estágio, tudo que ele aprende na teoria.

“Nós trazemos para o aluno, além da pesquisa, a oportunidade de vivenciar tudo que teoricamente é repassado nas salas de aulas.”

A aluna Marielle Santos representou a advogada de defesa da ação.

“Não esperava que fosse acontecer um evento grande como este já no terceiro período. É o primeiro trabalho que vamos estar se apresentando a comunidade”

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.