Alunos da UFU se destacam no Startup Weekend em Patos de Minas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Foto: Divulgação

Um vaso inteligente que detecta e transfere para um aplicativo as necessidades de água, luz, temperatura e “carinho” das plantas e permite que crianças interajam com a natureza. Esse é o conceito do Plantapet, um kit inteligente desenvolvido por uma equipe multidisciplinar, vencedor da Startup Weekend (SW) que aconteceu neste fim de semana, no Centro de Empreendedorismo e Aceleração de Negócios (oCEANo), em Patos de Minas.
O SW é o maior evento mundial de empresas de base tecnológica de alto potencial de retorno que sejam escaláveis, as chamadas startups. O evento acontece em mais de 600 cidades em 150 países, em todos os continentes. Durante um fim de semana, com 54 horas de intenso trabalho e aprendizado, empreendedores, desenvolvedores, designers e entusiastas se unem para compartilhar ideias, formar equipes e criar startups.
No evento que aconteceu em Patos de Minas, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) esteve representada pelos mestrandos Valter Pereira, do Programa de Pós-Graduação em Administração da Faculdade de Gestão e Negócios (Fagen); Guilherme Alves, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação (da Facom); e Luís Henrique Bei, do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias, Comunicação e Educação (da Faced);  o administrador e discente de engenharia eletrônica (UFU) Weslley Rodrigues; e pelo engenheiro ambiental Rodrigo Feres, formado pelo Instituto de Ciências Agrárias (Iciag). Também integram a equipe vencedora desta edição o administrador Danilo Pereira (da Uniube), a engenharia ambiental Kamilla Hyasmin e a graduanda em Administração (da Unipam) Maria Gabriella. 
Segundo o publicitário Luís Bei, o Plantapet surgiu para possibilitar às crianças de oito a 12 anos, nascidas nesta era tecnológica, o contato e a interação com a natureza. Uma pesquisa com famílias da região, realizada pelo grupo, revelou que os filhos não têm experiências como cuidar da terra ou de um canteiro de plantas e, ao mesmo tempo, os pais estão insatisfeitos com a relação dessas crianças com a tecnologia, pois elas estão muito imersas no mundo digital. “A ideia foi fazer uma ponte entre o real e o virtual. Pelo aplicativo, a criança vai interagir com a planta e com o mundo real também. Pelos sensores, a criança mede a umidade do solo, a luminosidade e a presença (pelo toque) e o aplicativo responde à criança se a planta precisa de água ou outro elemento. Tudo isso de uma maneira muito lúdica”, afirma Bei.
Para o mestrando Guilherme Alves, a conquista do primeiro lugar se deve à ideia inovadora do Plantapet e à integração das diferentes especialidades voltadas e comprometidas com um objetivo único. “A ideia surgiu antes do encontro e, quando apresentada, foi aceita rapidamente e formamos um time com habilidades que se complementaram. Cada um na sua especialidade”, diz Alves. O próximo passo é aprofundar nas negociações com os investidores e analisar as opções para a produção do kit em escala comercial. “Conseguimos alinhar os conhecimentos técnicos de cada um, fazer os testes necessários e criar um modelo de negócio sustentável, escalável, com baixo investimento inicial, e mesmo sendo um protótipo, conseguimos alcançar R$ 3.500 de receita na pré-venda, em um dia”, afirma o integrante da equipe.
Apoio aos empreendedores
Os empreendedores ou pesquisadores interessados no desenvolvimento de ideias inovadoras podem procurar também o Centro de Incubação de Atividades Empreendedoras (Ciaem), vinculado à Diretoria de Inovação e Transferência de Tecnologia da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFU, que está com vagas abertas para a seleção de até quatro projetos para modalidade de Pré-Incubação e até dois projetos na modalidade Incubação.
Fabiano Goulart
ASCOM UFU
12/05/2017

- Continua depois da publicidade -
- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -