Conteúdo independente, não representa a opinião do portal!

Ainda bem que vou na direção que apontam as batidas do meu coração

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Foto: Reprodução

Fazer o que ama ou ganhar dinheiro??? É uma escolha difícil, e por muitos anos pareceu que as duas andavam em caminhos opostos. Ou você fazia o que gostava, e aquilo era um decreto de falência, ou você optava por ganhar dinheiro. Em sã consciência, quem escolhia não ganhar dinheiro? Essa foi a dura realidade em muitas décadas.

Eis que surgiu a nova era, esse nosso momento onde se dá mais atenção e valor ao empreendedorismo, onde pessoas passaram a entender que não necessariamente precisa abrir mão do que gosta para ganhar dinheiro. E é nessa linha de raciocínio que muitas paixões têm virado grandes empreendimentos. E não precisamos mais escolher entre fazer o que gosta ou ganhar dinheiro.

Esse despertar nos trouxe várias opções, onde o acesso a modelos de negócios deu espaço para “Valores”, e não só a viabilidade de monetização. E dessa forma, hoje, quando vamos abrir um negócio é necessário que em primeiro lugar sua ideia tenha propósito, tenha um valor agregado e não apenas uma venda para lucrar. Até mesmo o consumidor mudou a maneira com que enxerga uma compra, não compramos mais uma mercadoria, mas o que vem agregado com ela, algo representado naquela marca que vai muito além do material físico.

Hoje, por exemplo, não compramos comida, compramos prazer, ou saúde, ou um momento com a família etc. Aquela compra significa algo além, e o empreendedor precisa entender isso com uma necessidade competitiva para se manter no mercado. É dessa forma que o valores, fica a frente de qualquer ideia. E os valores de um negócio, de um empreendimento, está intrinsicamente ligado ao fazer o que gosta, a uma paixão.

Podemos perceber que grandes empresas hoje, estão a frente nos negócios porque tem clareza desses valores e não abrem mão dos mesmos, entendo que esses, são empresário que fazem o que amam. Com tudo isso percebemos, que o desafio da escolha já foi superado e temos muitos exemplos então de pessoas que ganham dinheiro fazendo o que ama.

Mas então, qual é o desafio hoje?

Percebo que hoje, a nossa maior dificuldade é saber de fato o que amamos, qual é e onde está nossa paixão, saber reconhecer quais são os nossos verdadeiros valores, o que nos move. Esse é o desafio que enfrentamos hoje.

Como coah e psicóloga vejo isso nos meus atendimentos tanto nas empresas quanto no consultório. O verdadeiro gargalo está na clareza desses questionamentos. Quando perguntamos “o que você faria o resto da sua vida de graça?” na maioria das vezes a pessoa se espanta com a pergunta, focando no “de graça” e não acham resposta para aquilo que gostaria de fazer em troca da satisfação pessoal, e não só pelo dinheiro. Isso sinaliza que falta a nós, o autoconhecimento. Momentos de análises internas para entendermos o que nos move, o que faz sentido para cada um de nós. Na correria do dia a dia a rotina nos engole e isso passa despercebido, e quando percebemos estamos a anos em uma empresa, reclamando da nossa posição, das pessoas a nossa volta, da empresa, mas sem saber pra onde ir pra melhorar aquela situação.

Uma alternativa para esse desafio é o autoconhecimento, que para nossa sorte, existem muitos profissionais (fazendo isso por amor) que auxiliam nesse conhecimento de nós mesmos. Terapia, coaching, PNL, análises, sistêmica são algumas abordagens e ferramentas que nos ajudam nesse processo de nos conhecer, para então ter a resposta assertiva da nossa verdadeira paixão e então descobrir como transformar isso em um negócio rentável.

É um processo longo, isso não acontece da noite para o dia. Não acordamos com um nível de autoconhecimento elevado só com uma reflexão. Mas o resultado chegará mais rápido se você começar hoje.

BIOGRAFIA

Andressa Arielly

Coluna - Negócios, Metas e Sucesso

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

LEIA TAMBÉM!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.