CPI 

Água da COPASA seria ineficiente até para lavar roupas, revela moradora de Bonsucesso

Segundo Elizabeth Maria Lopes, às vezes, a água chega escura. No distrito não há tratamento de esgoto e ele é despejado no córrego.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Elizabeth Maria Lopes de Oliveira, moradora do Distrito de Bonsucesso.
Elizabeth Maria Lopes de Oliveira é moradora e presidente do Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Bonsucesso
Foto: Reprodução

Na segunda oitiva desta quarta-feira (22), a CPI da COPASA recebeu a moradora do Distrito de Bonsucesso, Elizabeth Maria Lopes de Oliveira. Durante o depoimento, ela afirmou que a água fornecida pela companhia é encardida e que não há tratamento de esgoto, sendo ele despejado in natura no córrego.

Moradora do distrito há 15 anos, Elizabeth Maria preside o Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Bonsucesso (CDC). Ela relatou que até certo tempo atrás a COPASA dispunha de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) com a atuação direta de funcionários. Recentemente foi perfurado um poço artesiano. “A gente tem ouvido várias reclamações a respeito da água que está indo para a comunidade. Que a água está dando uma ‘nata’ por cima. O que foi me passado é que a água, as vezes, está um pouco escura, que as vezes as pessoas lavam as roupas e elas não ficam limpas da forma que precisaria”, afirmou.

O relator da CPI, o vereador José Eustáquio de Faria Junior (PODEMOS), questionou a respeito do tratamento de esgoto. Elizabeth Maria Lopes informou que o esgoto é canalizado, porém não há tratamento, sendo ele despejado in natura no Córrego de Bonsucesso. Um cidadão, que mora nas proximidades, reclama frequentemente do mau cheiro e da infestação de pernilongos. Os consumidores do distrito pagam uma taxa pela coleta.

Em 2008, a prefeitura de Patos de Minas assinou contrato e repassou o serviço de coleta e tratamento de esgoto para a COPASA. Questionada, Elizabeth Maria Lopes informou que nos últimos 13 anos foram realizadas apenas obras de manutenção no distrito.

No final do depoimento, a presidente da CPI, a vereadora Elisabeth Maria Nascimento (DEM), informou que as oitivas dos distritos foram finalizadas. Ela explicou que apenas o Distrito de Pilar ficou sem representante, porque não encontraram ninguém que pudesse comparecer a Câmara Municipal.

Assista a oitiva completa:


Leia também:

Na CPI, ambientalista denuncia descarte de esgoto no Distrito de Areado

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.