Agricultor familiar terá crédito especial na compra de motocicleta

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Produtores da agricultura familiar terão facilidade de financiamento na compra de motocicletas a partir de 1º de julho. Acordo de cooperação técnica para o crédito foi assinado hoje (17), em São Paulo, entre o governo federal e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares (Abraciclo).

Atualmente, quadriciclos, motores de popa e motores estacionários usados para transportar geradores de energia e moagem já são adquiridos pelo produtor rural por meio de linha de crédito especiail.

- Continua depois da publicidade -

safra

safra – Arquivo/Agência Brasil

Segundo Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o uso mais comum da motocicleta, na lavoura, é na substituição da tração animal. Elas são usadas em aragem, inspeção, pulverização, transporte de rações, água, sementes e distribuição de adubo. E os quadriciclos têm papel importante no apoio ao transporte de máquinas agrícolas para pulverização ou no carregamento da colheita e semeadura, com a vantagem de ter alta capacidade de tração.

O secretário especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Jefferson Coriteac, informou que a linha de crédito para motocicletas ficará em vigor até o dia 31 de dezembro de 2021. Segundo Coriteac, o governo tomou cuidado para que não ocorram desvios da finalidade no uso das motos. “São motos adaptadas para o manuseio na área rural, tocar o gado, fazer outras atividades”, disse, citando a substituição da tração animal.

De acordo com o secretário, outra finalidade do programa é combater o êxodo rural. “Queremos que o jovem do campo fique no campo. Que seus filhos criem seus filhos, seus netos e que a vida continue no campo”, disse ele.

Financiamento

O crédito para a compra de motocicletas será disponibilizado pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Mais Alimentos), linha do Banco do Brasil. O financiamento tem prazo de até 10 anos, carência de três anos e taxas de juros que variam de 2,5% a 5,5% ao ano. O secretário especial calcula que aproximadamente 4 milhões de famílias estejam cadastradas do Pronaf.

O montante da linha de crédito será anunciado apenas no lançamento do Plano Safra, no dia 6 de junho. “Manter os R$ 30 bilhões [valor do ano passado], para nós, já é de grande importância. O Ministério da Fazenda, com o problema e a crise pela qual o país passou no ano passado, tinha intenção de reduzir esse valor. Nós estamos brigando para que mantenha. A Fazenda nos garantiu que não vai faltar dinheiro para o Plano Safra”, afirmou Coriteac.

FONTE: Agência Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -