'Agora a situação piorou de vez', diz Falcão sobre a cheia do Rio Paranaíba

O prefeito Falcão disse que centenas de pessoas tiveram que deixar as residências.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O prefeito Luís Eduardo Falcão (PODEMOS) acompanhou na manhã desta terça-feira (11/01) a cheia do Rio Paranaíba que atingiu a Ponte do Arco no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Segundo ele, a situação piorou de vez e já são centenas de pessoas que tiveram que deixar as próprias residências. “A gente orienta a todos para evitar o trânsito desnecessário, principalmente para a zona rural, sob o risco de ficar, as vezes, isolado”, alertou o prefeito.

Falcão disse que as equipes da prefeitura trabalham diuturnamente, porém os recursos humanos e financeiros são limitados. Segundo ele, toda a força de trabalho ficou comprometida durante a noite e pela manhã a prefeitura necessita de ajuda de várias pessoas para disponibilizar caminhões para fazer a remoção destas pessoas que estão em áreas de risco.

As famílias estão sendo abrigadas na Escola Municipal Frei Leopoldo e no Cristavo. A prefeitura já está providenciando outros locais. O coordenador da Defesa Civil, Tenente Fernandes, disse que existe a probabilidade da água passar por cima da Ponte do Arco.

Falcão pede ajuda de quem tiver caminhões para ajudar nas remoções. Os voluntários devem entrar em contato com a Defesa Civil, através do telefone 199. “Pedimos que as pessoas façam este contato, funciona 24 horas e é o contato mais direto e efetivo para esta finalidade específica”, frisou.

Engenheiros da Secretaria Municipal de Obras avaliam a estrutura da Ponte do Arco. Segundo o prefeito, pode haver algum deslocamento e começar a comprometer a base da cabeça da ponte. “Tá interditada a ponte, não é por que a gente quer, é uma questão preventiva de acordo com a orientação de profissionais habilitados”, finalizou o prefeito.

O coordenador da Defesa Civil, Tenente Fernandes, disse que desde outubro o nível do Rio Paranaíba é monitorado e os técnicos orientaram diversas famílias, informando que o rio iria atingir as casas. Porém estas famílias não acreditaram e tiveram que deixar a residência às pressas.

Leia também:

Final da Joaquim Fubá e Ponte do Arco estão intransitáveis

‘Rio Paranaíba ainda sobe muito rápido’, diz ribeirinho que acompanhava medição

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade é do respectivo autor. Eles não expressam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.