Agência antidoping entrega investigação sobre laboratório de Moscou ao COI

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Agência Mundial Antidoping (Wada) transferiu às federações internacionais, ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC) as conclusões da sua investigação sobre o laboratório de Moscou, com resultados de milhares de exames suspeitos. As informações são da EFE.

“A equipe de inteligência da Wada entregou novos dados da sua investigação, tais como os nomes dos atletas e a sua relação com o consumo de substâncias que melhoram o rendimento, assim como depoimentos e opiniões de especialistas legais”, disse a organização em comunicado.

- Continua depois da publicidade -

O responsável pela equipe de investigação da Wada, Gunter Younger, declarou que as federações internacionais podem ver seu departamento como um parceiro no desenvolvimento de suas próprias apurações.

“Agora, cabe a elas diligenciar estes novos dados. Nós estaremos disponíveis para aconselhar e guiar cada uma delas no uso dos seus casos. As nossas informações isoladas nem sempre são suficientes para estabelecer uma violação do código antidoping, mas há evidências muito críveis que podem ser usadas em combinação com outras evidências para instruir um caso”, destacou.

Além das suas próprias conclusões, a Wada entregou nesta quinta-feira documentação sobre o relatório McLaren e sua comissão independente, que concordaram quanto a implantação do doping entre os atletas russos, além do elaborado pela comissão de investigação criada pelo COI, a Comissão Schmid, e as suas conclusões sobre o sistema institucionalizado do uso de substâncias proibidas na Rússia.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

Edição:

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -